segunda-feira, 21 de março de 2011

The High Chaparral

The High Chaparral foi uma série de tv norte americana transmitida entre 1967 e 1971. Os 98 episódios criado por David Dortot, produtor da famosa série Bonanza; posteriormente, foram exibidos pelo canal TCM, do sistema de tv a cabo.

A história se passa no Arizona, e começa quando o ex-oficial Big John, da Guerra de Secessão, e sua família se mudam para este local. Considerada uma região perigosa, o lugar transforma-se num cenário de vários assassinatos, inclusive o de sua primeira esposa.

Além disso, existe uma disputa por terras; Don Montoya se dispõe a fazer qualquer coisa pelas terras de Big John. De acordo em acordo, acaba por casar-se com a filha de Don Montoya e conquistando a confiança do cunhado, que passa a ajudá-lo. A história continua com uma série de discórdias entre índios, fazendeiros e a família de Big John. O seriado se dividiu em quatro temporadas, e em muitos países europeus já é possível encontrar dvds de excelente qualidade. Alguns dos principais protagonistas e personagens :

William Anderson Wycliffe (Big John), nasceu no dia 27 de outubro de 1911. Desde pequeno, sonhava em ser cantor, porém seu pai não o apoiava e dizia que homem de verdade tinha que ser carpinteiro ou encanador. Decidido, entrou numa banda e recebeu o nome artístico de Leif Erickson. Porém em 1935, assinou o contrato com a Paramount e gravou 100 filmes. Já com uma certa idade, chamou atenção do diretor da série The High Chaparral, que inicialmente o conheceu pelo seu papel em Bonanza. Faleceu em 29 de janeiro de 1986 aos 74 anos.


Marta Victoria Moya Burges (Victoria), nasceu no dia 25 de fevereiro de 1934. Selecionada entre muitas outras atrizes, com o nome artístico de Linda Cristal, arriscou-se a participar de uma seleção, e o prêmio seria a participação na série.
Segundo o diretor, apenas uma pessoa podia interpretar Victoria Montoya, e essa pessoa era Linda cristal. Atualmente, vive na Califórnia e segundo alguns, desfruta de sua aposentadoria.



Frank Silvera (Don Montoya), nasceu no dia 24 de julho de 1914 e tinha planos de se formar em direito. Porém, por motivos desconhecidos, abandonou a faculdade. Estreando no cinema em 1952, ao lado de Marlon Brando em Viva Zapata, era um dos poucos atores negros a aparecer nas telas. Fundador do The Theatre of Being, ajudou uma série de jovens atores afro-americanos a ingressarem no cinema, e lutou pelos direitos dos negros na década de 50 e 60. Foi escolhido pelo diretor da série em 1967 para fazer o papel de Don Sebastian Montoya. Três anos depois, no dia 11 de junho, faleceu de forma trágica, vítima de uma descarga elétrica.

Outros atores do elenco: Cameron Mitchell, Mark Slade, Henry Darrow, Don Collier, Bob Hoy, Roberto Contreras, Ted Markland, Jerry Summers, Rudolfo Acosta, Anthony Caruso, Rudy Ramos e Gilbert Roland.

26 comentários:

Camila França disse...

A Marta é linda, tem uma beleza tão unica, diferente e simples. Mas não há como negar que a história mais interessante é a do Frank. O cara foi um dos poucos atores negros na TV e ainda lutou pelos direitos dos mesmos. Demais!

Confesso pra vc que até eu estou passando com pressa pelas fotos dela. Doi demais lembrar do se rosto.

Beijão e obrigada mais uma vez!

A Designer de Joias disse...

Oi linda, amei o post acima....
Boa semana pra vc...

Eric disse...

Rubi do céu *-*
Meu pai vai curtir muito ler seu post quando ele chegar do serviço, haha'
ADORO essa série, é uma das poucas em preto e branco que se destacam ainda na época em que séries coloridas são destaque nos EUA.
Parabéns, linda postagem como sempre

Júnia disse...

Adoro essas séries antigas, ainda bem que existem as reprises...
bjão

~ Bruh worspite disse...

Muiiiito bom, este tipo de série! Adoro poder rever historias e fatos antigos, mesmo que fictícios!
parabens, otimo post!
Beijos

http://happytwoofriends.blogspot.com

@jooy3 disse...

Ah eu gosto de séries, principalmente as que tem assassinatos.
OISHAIUSAHISAUIASHUISAHUSIA.
Poxa são as mais legais.
Essa devia ter sido mt interessante. *-*
A históoria é bem legal.
Passa?
http://jooymartins.blogspot.com/
beijooos ;*

Júnior Ahzura disse...

A unica série que cheguei a ver um capítulo ( a que foi comentada no post) foi Bonanza.

Vou pesquisar mais sobre séries do tipo, são interessantes e até se tornaram clichês juntamente com os filmes do gênero!



Hey visite - http://junatchos.blogspot.com/

Leonardo disse...

Nunca vi essa serie, e pra falar a verdade tambem não tinha ouvido falar sobre ela...Mas parece interessante, com um estilo de faroeste...
Dos atores eu ja tinha visto o Leif Erickson (eu conhecia por esse nome) que participou de Sindicato de Ladroes ao lado do montro Marlon Brando...Ja o rosto da atriz me é familiar, mas não me recordo onde eu a vi...Frank Silvera como você mesma comentou, tambem atou eo lado de Marlon brando.

dinho-music disse...

Nunca tinha ouvido falar, mas pela historia parece uma serie muito bem produzida, e sem contar que a trilha sonora é muito lindaa. Adooorei.

parabéns mais uma vez pelo post.

beijos.

Jeimes Rosa disse...

muito bom!
comenta no meu http://jeimesrosa.blogspot.com/

Patricia Barros disse...

lindo post.. parabens!!

pisovelho.com.br disse...

Muitas séries boas que já se foram... ainda bem que surgem outras...

Fabi disse...

que belo elenco...

Ana Paulla disse...

não sabia dessas séries exibidas antigamente =)
gostei mesmo.. mt informação..

segui voce..

dinho-music disse...

Meu pai me disse que ja viu essa serie, e era uma das series que ele mais assistia.

parabéns Rubi *__*

Ulisses Coelho disse...

big john é demais

adorooo o bonanza!!

http://filosofossuicidas.blogspot.com/
http://morethanrose.blogspot.com/

Camila França disse...

Aprender é super válido, não é?!
Tenho aprendido demais aqui, pelos blogs. O seu é um que tem me ensinado MUITO!
E olha que mesmo a internet sendo um poço incrível de informações muitas pessoas esquecem disso e apenas a usam para fins que não lhe acrescenta nada.

Mas nós somos espertas! :D
Há!

Beijão.

Felipe Arce disse...

acho que este foi o melhor pos seu desde que acompanho seu blog.

a musica caiu muito bem com o blog não e aqueles blog que vc entra e a musica começa a tocar e você fecha a pagina de raiva =P.

parabéns mesmo


http://xhdgamersx.blogspot.com

@qFernando disse...

Americanos sempre gostam dessa temática de peersonagens pós-guerra e velho oeste né? é meio que de tradicional, não é um tema que me agrada muito, não tenho tanto encanto por isso qnt tive por sei la, jeanne é um genio por exemplo q é tão antiga quanto;;;

Gabriel G. disse...

caraca Big John fez 100 filmes? :o hahahhaa..nao sabia nao.
conheõ a série, tive a chance de ver passando na TCM.
E seu blog como sempre ressurgindo os astros do século 20, parabéns pelo trabalho (:

Eric disse...

Olha Rubi ... Desses 98 episódios, tenho certeza que meu pai viu 90% pelo menos umas 3 vezes, sem brincadeira *-*

Pamela Kenne disse...

Essa série é realmente peculiar, muito interessante e com certeza, além de entretenimento, deve deixar ótimas informações.
Adorei saber da rebeldia de William, de sua pelo que mais queria.
Linda provavelmente foi uma mulher muito talentosa, conseguir o que conseguiu não se dá apenas por sorte.
Frank foi um herói, lutou por causas realmente importantes, se eu conhecesse melhor sua história poderia me tornar fã dele.

@iamvictor_ disse...

Adorei o post. Essas séries antigas são muito boas

Niddo News disse...

meu pai adorava esse estilo de seriado/filme, os classicos definitivamente sao os melhores... atualmente temos justin 'biber' quebrando recordes de bilheteria, isso eh uma lastima


qnt a resposta de ontem, eu vou ver os filmes sim, vou deixar de enrolar :P

OzMose - TClassic disse...

Esse eu ainda assisto! Hehehe

Passa no TCM.

TClassic
www.ozmosecerebral.com.br

Rubi disse...

teste

Postar um comentário

Esse blog destina-se a trazer informações, curiosidades, músicas e muitas dicas. O universo de pesquisa é muito vasto e se você tiver interesse em algo ou alguém deste universo em especial, faça sua sugestão e na medida do possível tentarei apresentar um trabalho que lhe agrade.

 
↑Top