quarta-feira, 4 de maio de 2011

Billie Holiday

Eleanora Fagan, mundialmente conhecida por Billie Holiday, nasceu no dia 7 de abril de 1915. Uma das primeiras negras a cantar com uma banda de brancos é considerada uma lenda entre as cantoras de jazz. Influenciou uma série de gerações, pelo seu jeito único de interpretar suas canções e
foi apelidada por Lester Young em determinado período de "Lady Day".

Sua mãe ficou grávida aos 13 anos, e seu pai, aos 15 anos foi embora sem nunca se preocupar com a filha. Devido a falta de experiência da mãe, Billie ficava sempre com seus avós ou tios. Talvez por isso,tenha tido uma infância tão conturbada.

Em sua adolescência, fugiu tantas vezes da escola, que foi levada para o tribunal de menores. Após ser levada para um reformatório, onde foi batizada, voltou para casa. E como se não bastasse o preconceito devido a sua cor, Billie foi estuprada pelo seu vizinho,que felizmente foi preso pelo ato. Levada para uma casa de vítimas de abuso, aos 12 anos conseguiu um emprego, porém, aos 14 caiu na prostituição.

Decidida a recomeçar sua vida, trabalhou na casa de uma senhora, onde pela primeira vez ouviu as músicas de Louis Armstrong e Bessie Smith.Mudando seu nome para Billie Dove, começou a fazer apresentações nas casas noturnas do Harlem. Aos 17 anos, já com o nome artístico Billie Holliday; que segundo alguns foi dado pelo seu suposto pai Clarence Holiday; substituiu o cantor Monette Moore e surpreendeu o produtor Jonh Hammond, que estava presente no local. Com isso, no ano seguinte foi o próprio Jonh que ajudou a lançar seu primeiro disco, o qual vendeu 5 mil cópias. Nesse período, cantou com monstros sagrados do jazz como, Duke Ellington, Teddy Wilson, Count Basie e Artie Shaw e Louis Armstrong.

Na Commodore Records, gravou uma de suas músicas mais famosas nos anos 30 e 40, Strange Fruit, além de outros hits de sucesso como I Cover The Waterfront, I'll Get By, My Old Flame, e Embraceable You, que em 2005 foi colocada no Hall da Fama do Grammy.

A partir de 1940, Billie Holiday, passou a beber e usar drogas ,o que refletiu em sua voz e comportamento, embora, continuasse compondo, interpretando e fazendo sucesso. Presa diversas vezes por porte de drogas, sua carreira começou a declinar. Casada com Louis McKay, viu o esforço do marido em tentar tira-la das drogas. Escreveu sua autobiografia em 1956 com o título "Lady Sings the Blues", que acabou virando filme em 1972, tendo como protagonista Diana Ross.

Depois de um longo período sem fazer sucesso, voltou a mídia com turnês inesquecíveis. No dia 31 de maio, foi levada para o hospital com problemas no coração e no fígado. Dois meses depois, no dia 17 de julho de 1959, aos 44 anos de idade, faleceu vítima de cirrose hepática, privando o mundo do jazz, de seu enorme talento. Para os fãs e apreciadores, reservo aqui, uma agradável surpresa.

32 comentários:

Ravi Barros disse...

Nossa que história triste... Depois de tanto sofrer na vida é que se descobriu tamanho talento! Ela deu uma baita volta por cima, pena que se acabou tão cedo, e como você disse, nos privou de seu talento.

Zoeiras.com disse...

nussa que texto ótimo!
---------------------------------------
APROVEITA E VISITA O MEU BLOG TAMBÉM DE TIRTINHAS QUE EU MESMO DESENHO E CRIO AS HISTÓRIAS E OS PERSONAGENS!!

ACREDITO QUE VC IRÁ GOSTAR!
LINK->
http://zoeirasanimada.blogspot.com/

Everson disse...

Não conheço muita coisa que você posta aqui mas o jeito que você escreve, e seus gostos das antigas provam a qualidade desse blog, lembra: - um dia meu blog será igual ao seu!
uhauahuahu.
bela postagem Rubi!
abraço.

Atualizei também visse!
http://vqmassa.blogspot.com/

Leonardo Ângelos disse...

Lembrou da trilha de Inimigos Públicos, muito boa por sinal. Curto muito música, praticamente todos os estilos e é sempre bom saber um pouco da história dos cantores clássicos. Abraço

http://leonardoangelos.blogspot.com

Rodrigo Ferreira disse...

Sempre que venho aqui, sempre tem umas cantoras que não conhecia (claro eu nasci depois delas rs) mas enfim essa cantora e uma das cantoras mais requizitadas entre as mais bvelas negras do Mundo. Todas as cantoras querem se parecer ou cantar como ela.

Belo blog
Sempre vindo aqui te visitar

http://rodrigobandasoficial.blogspot.com/

hrdoblush disse...

como sempre lindo akii

http://www.hrdoblush.com/

Ana Claudia disse...

Bela historia... é sempre bom conhecer pessoas assim, pena que só por palavras!
Até mais!

Tai Lisery. disse...

Eu não a conhecia, uma incrível história U.U
ótimo post e adorei seu blog (:

Matheus disse...

legal....

@jooy3 disse...

Poxa começou tão mal , depois teve uma ótima fase, e aí decaiu novamente :/
Passa? http://jooymartins.blogspot.com/
Beijos

B'. disse...

Que historia emocionante *-* adorei ,pena que foi embora tão cedo né!
Adorei o blogger,super interessante,estou seguindo também.Bjs

http://myselfbb.blogspot.com

Games e Downloads disse...

Não a conhecia

;D

J.R. disse...

A bebida e as drogas infelizmente acabam com a vida de uma pessoa!!! Ela poderia ter continuado firme e forte!! Muito triste!!

Karla Hack dos Santos disse...

Esta mulher era e continua sendo Tudo!!
Ninguém coloca tanto pesar e força na voz como ela... Amooo!
Até fiz uma homenagem a ela no meu blog na sessão "Hoje Acordei".

;D

Jéssica Graziela disse...

parabéns! adorei teu blog! to te seguindo..

Júnia disse...

Temos mais uma coisa em Comum: Lady Day ou Billie Holiday, a moça das gardenias brancas nos cabelos que teve homens imposrtantes em sua cama tais como Orson Welles de Rita ...
Dizem que no encontro dos dois gigantes “ Não se sabe se a estrelas explodiram ou se a terra girou ao conterario ...."
Billie Holiday, a Lady Day, era dona da noite. Voz absurdamente sensual, ácida, elegantérrima. Marcada por melancolia no seu fraseado. É sua versatalidade, sua assinatura. Tudo fica impregnado quando ela canta. Uma lady, um encanto e pra sempre, Musa.

*♡* Jane dos Anjos *☆* disse...

Nossa...historia lindda e triste...por que as famosas sempre acabam caindo nas drogas e acabam se afundando com elas...é uma pena, como sempre seu Blog é MARAVILHOSO Rubi e de muito bom gosto, sabe que adoro vir aqui né....bjs e passa lá no meu Blog, tem tira nova, vc vai gostar. =)

Nihil disse...

Você tem um grande talento para a escrita Rubi. Parabéns por manter um blog popular sobre um tema de rara abordagem na Web.

Mais uma vez e parabéns.

PS: curto muito blues e rock das antigas.

Stella Barbosa disse...

HAHAHA, eu já sigo seu blog a algum tempo e eu adoro aqui :D
Obrigada pelo comentário!
Beijoooo

Vitin Melo disse...

Mereceidamente, dficil ser cantora sendo negra em um meio de brancos, mais uma marca para o fim do racismo no mundo.
ótima esolha de artista.

Atomic Bree disse...

Isso que era voz ..
A história dela é muito triste D:
Adorei o site "surpresa"
Post incrível <3
Já estou seguindo o blog .

http://meninaatomica.blogspot.com/

Gabriel G. disse...

rubi sempre adorável, digo o mesmo a ti...
o teu blog é um bau sem tampa :**

MikaelMoraes disse...

não é da minha época
rssss
mas mto bom
pow, visite-nos e comente tmbm
vc já segui?
esperamos
abç
http://mikaelmoraes.blogspot.com

றαяo¢α disse...

Linda doce voz...parabéns mais uma vez, novamente e não a última pelo blog...rs

Angel Ilanah disse...

Muito interessante a matéria, estou buscando nomes de mulheres que marcaram época, com certeza vou utilizar seu blog para pesquisa. Parabéns

@iamvictor_ disse...

Interessante o post, não conhecia ela.

Raul disse...

Bom post, sempre postando ótimas noticias sobre os famosos..

abraços..

OzMose - TClassic disse...

Olá!

Galera do OzMose Cerebral passando pra agradecer seu comentário.

Continue nos visitando e dando suas opiniões. É muito importante para nós!

Se puder, visite nossos anunciantes. Isso nos ajuda a crescer e trazer sempre coisas melhores para vocês!

Abraço!

Equipe OzMose!
http://ozmosecerebral.blogspot.com

Camila França disse...

Que demais!
E que história e ainda há pessoas que reclamam tanto da vida.
Infelizmente nos deixou cedo.

Um beijão!

Games e Downloads disse...

Muito bom seu blog

netorock disse...

nussa adorei foda mais pena ki nau é da minha época rs mais vc tem muito talento pra escrever adorei parabéns

F. disse...

Preciso conhecer mais a obra dessa cantora fantástica.

Postar um comentário

Esse blog destina-se a trazer informações, curiosidades, músicas e muitas dicas. O universo de pesquisa é muito vasto e se você tiver interesse em algo ou alguém deste universo em especial, faça sua sugestão e na medida do possível tentarei apresentar um trabalho que lhe agrade.

 
↑Top