segunda-feira, 4 de julho de 2011

Nosferatu, Uma Sinfonia de Horror - Nosferatu, Eine Symphonie des Grauens

Nosferatu, Eine Symphonie des Grauens (Nosferatu, uma sinfonia de horror) é considerado uma obra-prima do cinema mudo. Baseado no clássico de Bram Stoker "Drácula" foi dirigido por ninguém mais, ninguém menos, que F.W. Murnau em 1922. A produção cinematográfica foi processada por violação de direitos autorais e correu o risco de desaparecer, porém, graças as poucas cópias que foram comercializadas, atualmente, Nosferatu é considerado domínio público. Visto como um clássico expressionista alemão, o elenco de peso faz do filme um dos melhores do gênero. A presença marcante de Max Schreck como o Conde Orlok, ou simplesmente Nosferatu; a trilha sonora e o cenário em preto e branco, contribuem para que o clima de terror e suspense seja realista. A história se passa numa cidade fictícia chamada Wisborg, no ano de 1838 e começa com Thomas Hutter (Gustav von Wangenheim) partindo em direção aos Montes Cárpatos, onde, segundo seu chefe, um comprador estaria interessado em adquirir uma propriedade em Wisborg.

Chegando na pequena cidade onde Conde Orlok reside, é desencorajado pelos habitantes daquele lugar, os quais lhe orientam sobre o misterioso Orlok. Desconfiado, porém decidido a fazer negócio, segue seu caminho auxiliado por um cocheiro, passando por lugares assustadores até, finalmente, chegar ao castelo. Durante um jantar sinistro nos aposentos do Conde, e após ler alguns trechos do "Livro dos Vampiros" Hutter começa a suspeitar que Nosferatu também seja um vampiro. No dia seguinte, após observar um pequeno porta retrato de Ellen (Greta Schröder) entre as coisas de Thomas Hutter, Nosferatu sente-se atraído. Após uma sequência de fatos assustadores, Hutter foge do castelo e finalmente volta para Wisborg, ao lado de sua mulher, Ellen.

Surpreendido pelas notícias nos jornais, de uma possível epidemia de peste, fica assustado ao descobrir que todas as vítimas encontravam-se com furos no pescoço. Com Nosferatu na cidade, os habitantes vivem momentos de pânico. O número de mortos aumenta a cada dia e apenas uma pessoa pode mudar o desfecho dessa história. Apesar da nova versão em 1979 produzida por Werner Herzog (Nosferatu the Vampyre) o filme de 1922 ainda é considerado por muitos uma das melhores produções cinematográficas de todos os tempos. Aos interessados, basta clicar aqui e assistir a este grande clássico do cinema mudo.

31 comentários:

Maxx disse...

Esse filme é excelente, assim como sua postagem. A versão de Herzog tb é muito legal de ver.

Peço sua licença para postar um link de duas versões on line, sendo uma igual ao seu link e outra com alguns minutos a mais. A versão maior foi recuperada na própria Alemanha, a outra nos EUA:

http://telecinebrasil.blogspot.com/2008/11/nosferatu-1922.html

Abç e bons filmes.

Maxx.

Eureka! disse...

|Um tanto quanto interessante!

#DesNoticias

Gabriel França disse...

ótimo post, eu sempre quis ver esse filme, mas por este ser muito antigo ainda não consegui acha-lo, e assistir ou baixar pela internet é praticamente impossível, mas tenho certeza de que o filme é bom!

visite meu blog também, sou parceiro do the nerds are cool:
http://monteolimpoblog.blogspot.com/

*♡* Jane dos Anjos *☆* disse...

Rubi... este realmente é um classico, assisti ele a muitos anos, era bem pequena e nem me lembro em qual canal eu vi... só lembro que foi depois de assistir ele, que me apaixonei por filmes de terror, apesar de ter medo e depois nem dormir direito, eu adorooo filmes de terror, mais confesso que gosto dos antigos, eram mais emocionantes, os filmes de terror de hoje em dia, tem mais sangue do que outras coisas que um bom filme de terror precisa ter!! Bela postagem... parabéns e obrigada por sua visita constante em meu Blog!! Beijoooooooos e boa semana pra vc!! ^.^♥

Turma 31096 disse...

Vou ser sincera, nunca tinha ouvido falar sobre. Mas fiquei muito interessada depois do seu post.

૮iđѳ disse...

Nunca TInha OuvidO falar do Filme, mas ele é interessante.! Vo dar uma Olhada.. :)

Júnior Ahzura disse...

Estou dano risadas de alegria, estou arrepiado de euforia! Quase chorando de emoção JURO!

Nosferatu marcou minha vida. Eu era um Júnior antes de Nosferatu e virei outro Júnior depois de Nosferatu! A história mais arrepiante de vampiros que já vi e ainda adolescente! Isso sim que é narração imagética. Isso que é roteiro e figuração, maquiagem e atuação! Me dá nos nervos lembras de Nosferato o rei dos vampiros para mim.

Ahzura's Blog

hrdoblush disse...

parabeeens pelo blog sempre bem cuidado..

/hrdoblush

Júnior Ahzura disse...

Nem me fale Rubi.

Quando a figura do vampiro começou a se distorcer começava minha sina de querer matar esses autores! Mas compreendi que tudo se modifica, mas é tão bom rever os clássicos ou melhor os verdadeiros personagens da literatura e cinema que mudaram os mitos e logo a realidade da humanidade!

Blog UaiMeu! disse...

Eu gosto muito dessa combinação de trilha sonora com o filme e lendo fiquei imaginando as cenas em preto e branco e essa música esse filme deve ser tenso kkkkkkkkkk

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Um dos grandes filmes da história do cinema. Assustador!

O Falcão Maltês

leandroaleixo disse...

Muito show...voce poderia ver se nao tem pela net..videos sobre esses seus post..seria demais ler e depois ver..vlwlwlwlwlw!

opiniaodesegunda disse...

De clássico em clássico, o blog vai se tornando um clássico!
Tem um ruído que perpassa todo o filme que é simplesmente de congelar a espinha! Genial!

Parabéns pelo blog!

- Mariiane Alfradique disse...

Você visitou meu blog, estou retribuindo. Seguindo. Segue de volta ? Obg *_*

Dona Ana Magos disse...

Adoro seu blog. Não vi o filme, mas a trilha é muito legal, estou gostando. Bj

Sandra Ribeiro disse...

Minha filha viu o filme, eu ainda não tive a oportunidade, agora deu vontade de ver!!!

Tsu disse...

Oi Rubi!
A história de Ergo Proxy é realmente ótima, me ensinou a gostar de filosofia rs. Então muitas pessoas acreditam que anime se limita a histórias simples e infaqntis o que não é o caso. Existe os mais diversos tipos de anime, para todos os públicos e faixas etárias. Obras polêmicas, violentas, reflexivas...existe uma obra adulta excelente chamada Monster e o aclamado Evangelion que mistura quase todos os gêneros de anime, com personagens insanos e temática bíblica. Enfim, quando vamos conhecendo, vamos percebendo porque tantas pessoas das mais variadas idades e estilos se interessam pelo tema.

Nossa, Nosferatu!!!
Parabéns por mencionar esse que foi o legítimo filme vampírico! É ipossível falar de vampiros e cinema sem colocar Nosferatu no pódio. Até hoje tem o pdoer de chocar, intrigar e fascinar...todo o trabalho da produção criou uma autêntica sinfonia do horror. Martin Sckrek ficou incomparável e o jogo de luz e sombras do expressionismo alemão é uma arte especial. Aliás, como mencionie antes e vale falar de novo aqui, sobre o Gabinete do Dr. Caligari, que também é um "ás' do gênero. Se não me engano é possível encontrar esse filme no Youtube, mas eu já garanti o meu baixando na net e eternizando em dvd =)

bjs
http://www.empadinhafrita.blogspot.com

Leonardo disse...

Desse ai eu tenho bastante coisa pra dezer...vamos la:
Primeiro, sempre fui um grande fã de histórias de vampiros (pelo menos antes de a Stephenie Meyer destruilas com seus péssimos livros). E certamente a melhor e mais clássica história de vampiros é a do livro Dracula de Bram Stoker, um dos meus livros preferidos. No caso desse filme (que é muito bom, com vários "truques" inovadores, me incomodou um pouco o fato de terem mudado tanto a história. Na verdade o começo do filme é baseado no começo do livro, mas depois a história é muito modificada. Sempre que fazem isso com meus livros preferidos fico um pouco incomodado. Fora isso, no que diz respeito ao filme em si só tenho elogios. É certamente um dos melhores filme do cinema mudo. O uso da sombra em especial é muito bom, e da trilha sonora tambem. Ainda que não tenha causado em mim e efeito de terror (No máximo um suspense de vez enquando), Nosferatu é um dos grandes filmes de vampiros. O meu preferido é Dracula de Bram Stoker do Francis Ford Coppola do inicio dos anos 90, justamente por ser um dos mais fieis ao livro...E por último, o nosferatu é muito, mais muito feio...uehuehueheuheuheueh

Jú L. disse...

Estava lendo uma matéria sobre expressionismo, mais especificamente sobre a importância de Nosferatu para o cinema. O filme marca a história do cinema chiaroscuro, com sua característica distorção/fatalismo. O interessante das filmagens é saber que foram feitas em locações reais e o uso da sombra então, um caso a parte é espetacular!!!


Gosto do seu espeço, gente diferente, opiniões diferentes e outros ares...estou precisando disso.
bjo

Drikasanttos disse...

Já ouvi falar desse Nosferatu mais nunca assisti nada relacionado a ele...Mais conheci um pouquinho sobre aqui agora no blog rs...Mais um clássico xD
Parabéns nota 1.000!

daniel caldas disse...

bem enteressante ... parabéns pelo blog

http://netfashionmodas.blogspot.com/

*♡* Jane dos Anjos *☆* disse...

Oiii... voltei pra dizer que tem selos pra vc lá no meu Blog, se gostar e topar a brincadeira é só ir lá, mais se quiser ficar com os selos eu ficaria muito feliz!! beijoooos
http://artesdosanjos.blogspot.com/2011/07/ola.html

Amandita disse...

Já perdi as contas de quantas vezes li o livro de Bram Stoker, mas, por incrível que pareça, nunca assisti a Nosferatu (um crime né?). Leio tudo que encontro pela frente sobre o tema, porque sou fascinada pela ficção de horror, especialmente as antigas. Deliciei-me com seu post.

LuksManson disse...

Ja assisti e recomendo!!

M!sunderstood disse...

Este filme é um clássico né, vamos combinar.

ótimo enredo e produção.

Aliás, ótimo seu post também.

Beijos, Misunderstood.

Anônimo disse...

Nossa esse é clássico mesmo.
Nunca assisti mas ja que voce deixou o link vou aproveitar rs

Beijão Rubi.

Paty.

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

É os mortos ou a morte que caminha(m) célere???

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

Nóisferradu.

Filipe Dias disse...

Esse fillme eu tinha medo quando criança, depois baxei e não é tão assustador asssim, mas que é uma obra inesquecivel é verdade.

Já falou de Fausto?

www.Mundodse.com disse...

Interessante, eu nunca havia ouvido falar, mas achei legal.

Parece ser bom como todos os classicos da vida que você nos tras atraves das postagens legais que faz.

Abraço.

Karla Hack dos Santos disse...

Confesso que toda a vez que revejo este filme eu me surpreendo... Não consigo entender quem não assistiu a este filme ainda!!!

;D

Postar um comentário

Esse blog destina-se a trazer informações, curiosidades, músicas e muitas dicas. O universo de pesquisa é muito vasto e se você tiver interesse em algo ou alguém deste universo em especial, faça sua sugestão e na medida do possível tentarei apresentar um trabalho que lhe agrade.

 
↑Top