sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Rouben Mamoulian

Rouben Mamoulian nasceu em 8 de outubro de 1897 e foi considerado um dos melhores cineastas de sua época. Armênio, destacou-se principalmente no cinema norte-americano e nos teatros. Filho de banqueiro e atriz, deu início em sua carreira em 1922, quando mudou-se para Londres e dirigiu suas primeiras peças. Na década de 20, viajou para os Estados Unidos em companhia de Vladimir Rosing para organizar espetáculos e dirigir óperas e operetas na Eastman School of Music. Em meados dos anos 20, tornou-se chefe de uma escola de teatro onde Martha Graham (uma dançarina) estudava, e juntos produziram o filme The Flute of Krishna que contava com uma inovação: era filmado em duas cores. Posteriormente, dirigiu a produção de DuBose Heyward, "Porgy", na Broadway e também Porgy and Bess, de George Gershwin. Mamoulian também ficou conhecido por ser o primeiro a encenar clássicos como Oklahoma!, Carousel e Lost in the Stars em 1943, 1945 e 1942, respectivamente.

Entre 1929 e 1930, Mamoulian já era naturalizado norte-americano e resolveu arriscar-se nas produções Hollywoodianas. Coube a ele, em 1929, a produção de um dos primeiros filmes do cinema falado: Applause. Seguiram-se a este City Streets com Gary Cooper e Sylvia Sidney; "Dr. Jekyll and Mr. Hyde" (O Médico e o Monstro) com Fredric March, considerado até hoje a melhor adaptação do conto de Robert Louis Stevenson. O filme também trouxe o Oscar de Melhor Ator para Fredric March. Em 1932 dedicou-se ao musical Love Me Tonight com Maurice Chevalier e Myrna Loy. No ano seguinte desenvolveu um importante trabalho de recuperação da atriz Greta Garbo escolhendo-a para o papel principal de sua nova produção Queen Christina, juntamente com John Gilbert.

No mesmo ano trouxe as telas Marlene Dietrich no drama romântico The Song of Songs; em 1934 novamente com Fredric March e Anna Sten lançou We Live Again. A partir do ano seguinte, passou a investir em produções Technicolor com os filmes Becky Sharp (com Miriam Hopkins), The Gay Desperado e "High, Wide, and Handsome" (com Irene Dunne, Randolph Scott e Charles Bickford) de 1935, 1936 e 1937 respectivamente; voltando em 1939 com a obra Golden Boy (estrelado por Barbara Stanwyck e William Holden). Encerrou a década de 30 e iniciou a década seguinte com dois de seus maiores trabalhos: The Mark of Zorro (com Tyrone Power e Linda Darnell) de 1940 e Blood and Sand (novamente com Tyrone Power, Linda Darnell e Rita Hayworth). Em 1942 investiu seu talento na comédia Rings on Her Fingers com Henry Fonda e Gene Tierney, seguido por Summer Holiday (com Mickey Rooney) e The Wild Heart (com Jennifer Jones).

Em 1957 encerrou as atividades ao lado de Fred Astaire e Cyd Charisse com o musical Silk Stockings e ainda iniciou as produções de Porgy and Bess e Cleopatra, respectivamente em 1959 e 1963, sendo demitido nas duas situações no início das filmagens, assim como Laura em 1944. No ano seguinte, casou-se com Azadia Newman e permaneceu com ela até sua morte. Em entrevista, Mamoulian declarou que estava mais interessado em criar um olhar poético em seus filmes do que um olhar realista. Escritor do livro Applause foi incluído no American Theatre Hall of Fame em 1981, sendo premiado em 1982 com o Lifetime Achievement Award pelo Directors Guild of America. No dia 4 de dezembro de 1987 aos 90 anos de idade, Rouben Mamoulian faleceu vítima de causas naturais deixando além da inestimável obra cinematográfica, uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood.

5 comentários:

Beatriz Alencar disse...

Olha aí um cineasta que eu não conhecia... Os diretores que eu menos conheço, são sempre esses do ínicio de Hollywood. Eu conheço mais os diretores famosos da Era de Ouro como Orson Wells, Federico Fellini, entre outros, mais no geral, só uma ignorante neste assunto!
É muito tempo assistindo o filme da geração de diretores que surgiram na década de 70: Steven Spielberg, Woody Allen, Martin Scorcese, Brian De Palma e por aí vai. Vou tirar um tempo para ver os filmes dos cineastas mais antigos.
Abraços!!

obs: as Andrew Sisters participaram de Make Mine Music e Melody Time. Quando eu tiver falando desses clássicos Disney, com certeza citarei elas.

*♡* Jane Dos Anjos *☆* disse...

Esses talentos fazem falta hoje em dia viu!! Quem sabe com está paixão toda que vc tem pelo cinema, vc não se transforme em uma diretora de cinema brilhante!! O que acha?
Estava com saudade de vir aqui!!
beijos
Ahhh e como sempre otima musicas!!

Maxwell Soares disse...

Sempre que venho, aqui, aprendo mais. De uma riqueza espantosa seus textos. Não conhecia o Rouben Mamoulian. O fato de ter recuperado a Greta Garbo já tem a minha simpatia. Valeu...

Anjo Noturno disse...

Tbm nasci em 8/10, só que anos depois rs
Bjos passa la tbm...
http://www.estigmaangel.blogspot.com/

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Ótima postagem, Rubi. Mamoulian é muito bom. Tão sofisticado e detalhista. Amo A MARCA DE ZORRO, SANGUE E AREIA, MEIAS DE SEDA..

O Falcão Maltês

Postar um comentário

Esse blog destina-se a trazer informações, curiosidades, músicas e muitas dicas. O universo de pesquisa é muito vasto e se você tiver interesse em algo ou alguém deste universo em especial, faça sua sugestão e na medida do possível tentarei apresentar um trabalho que lhe agrade.

 
↑Top