quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Brenda Lee

Nascida Brenda Mae Tarpley em 11 de dezembro de 1944, Brenda Lee foi uma cantora que fez sucesso na década de 60, com o estilo rockabilly, pop e country. Dona de uma voz inconfundível, ficou ao lado de grandes músicos da época entre os dez mais nas paradas de sucesso. Apelidada de Little Miss Dynamite, devido a sua altura (1.44); desde pequena, Brenda Lee encantava o público e a família. Apesar de viver numa casa simples em Atlanta, vez ou outra, frequentava a Igreja Batista para cantar, isso fez com que algum tempo depois as pessoas pagassem pela suas apresentações. Quando tinha apenas 6 anos de idade, ganhou um concurso de canto e foi gratificada com uma apresentação no programa de rádio Starmakers Revue. Com a morte do pai em 1953, toda a família passou a ser sustentada por Brenda Lee, que se apresentava nos mais diversos programas de rádio e televisão.

Em meados da década de 50, após viajar com a irmã e a mãe, conheceu o produtor Sammy Barton, que além de produzir seus shows, sugeriu-lhe o nome artístico Brenda Lee, pois segundo ele seu verdadeiro nome (Tarpley) era muito difícil de lembrar. Em 1955, após receber 30 dólares para realizar uma apresentação ao lado do Dj Foley, impressionou o público presente e também o próprio Foley, que declarou não sair do palco até que ela cantasse pelo menos mais três músicas. Em 1955, assinou contrato de 5 anos com a Ozark Jubilee, porém, devido a uma ação judicial, ele foi interrompido até 1956; quando a Decca Records lhe ofereceu um contrato e o primeiro disco. Em toda sua carreira, Brenda Lee gravou e regravou diversas músicas que se tornaram verdadeiros hits, dentre os quais destaco: Jambayala, I'm Gonna Lasso Santa Claus, Dynamite, Sweet Nothin's, Everybody Loves Me But You, A Holly Jolly Christmas, I'm Sorry, Let's Jump the Broomstick, Losing You, entre outras.

Quando tinha apenas 13 anos, gravou Rockin 'Around The Christmas Tree e vendeu cerca de 5 mil cópias. No ano seguinte, após ser relançado pela Decca Records, vendeu mais de 5 milhões de cópias. Em 1960, com a canção I'm Sorry, foi indicada ao Grammy e conquistou o primeiro lugar nas paradas inglesas; seguido por "Losing You", "Coming On Strong" e "Is It True?" ao lado de Jimmy Page. Curiosidade a parte, um de seus muitos shows pelo Reino Unido teve participação especial do grupo The Beatles na abertura, que até então não era muito conhecido. No início da década de 70, continuou gravando, embora nenhuma música tenha superado as expectativas das décadas anteriores, ainda assim, permaneceu um longo período nas paradas norte-americanas. Em 1985, gravou seu último grande sucesso em parceria com George Jones "Hallelujah I Love Her So"; em 1992 fez nova parceria, desta vez com Willy DeVille na canção You'll Never Know.

Em 2002 com um atraso de mais de 11 anos, finalmente Lee foi premiada no Rock and Roll Hall of Fame; neste mesmo ano lançou sua autobiografia Little Miss Dynamite, pela editora Hyperion. Casada com Ronnie Shacklett desde 1963, é mãe de duas filhas Jolie e Julie e avó de 3 netos Taylor, Jordânia e Charley. Atualmente, aos 66 anos de idade, vive em Nashville-Tennessee e ainda realiza algumas apresentações para os mais saudosistas. Para conhecer melhor essa grande cantora, recomendo o site oficial e deixo aqui algumas músicas: Weep No More My Baby, Jambalaya, I'm Sorry e Rockin Around The Christmas Tree.

8 comentários:

M. disse...

OI Rubi! Que lindo post sobre a Brenda Lee. Nem todas essas informações eu tinha sobre ela. Parabéns!

Blog UaiMeu! disse...

Oi Rubi!

Qto eu era criança falava q o Elvis era meu namorado kkkkkkkkkk nada boba, vendo que Brenda Lee tbm contracenou com ele vejo que além de atuar ao lado de um grande astro ela era fascinada por ele, olha a foto kkkkkkkkkkkkk lembra eu! Rsrs

Ficamos muito felizes por vc ter gostado do livro. Eu particularmente tenho um caso de amor por essa linda história, Jane Austen é fantástica na narração e contação da história de Elizabeth e Sr. Darcy.. ah o personagem masculino do filme Brigith Jones é em homenagem a história dessa autora fantástica.
Quem sabe não dá um post? Rsrs

Abraços
Renata

Kiko Lemos disse...

Primeiramente fico agradecido pelo os elogios tecidos lá em meu espaço, a ideia é justamente essa de fazer algo criativo sem dar o velho Control+C e Control+V.

Sobre a postagem de Brenda Lee gosto muito dos hits mais tranquilos como Always on my mind, Fly me to the moon, Blue Velvet apesar que Let´s the jump the broomstick, essa que toca na rádio do blog, também bem ser bem legal já que segue ao estilo rock and roll clássico.

Gostei bastante do seguimento vintage do blog, grande abraço

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Tanto tempo que não ouço falar dela. Bela voz.

O Falcão Maltês

Bk. disse...

aaa que liinda! não sou dessa epoca, mas amo musicas antigas, cantoras antigas, etc antigo heuhe amei!

Visita?
Tudo sobre moda, arte, filmes e muito mais
http://largataazul.blogspot.com/

seguindo. amo aqui!

Karla Hack dos Santos disse...

Indo no site oficial agora!!
Uma coisa mais doce ela, neh?!
Sempre tive uma quedinha por rockabilly!

;D

Samy Campos disse...

Uma voz encantadora a dela. *-* Obrigada pela visita. Beijinhos

Literaturamoderna disse...

Amo a Brenda Lee!!!!!!!!!!!!!!
Ela é uma das melhores cantoras do mundo!Tenho alguns cds dela e amo a voz dela!

Postar um comentário

Esse blog destina-se a trazer informações, curiosidades, músicas e muitas dicas. O universo de pesquisa é muito vasto e se você tiver interesse em algo ou alguém deste universo em especial, faça sua sugestão e na medida do possível tentarei apresentar um trabalho que lhe agrade.

 
↑Top