segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

The Wizard of Oz - O Mágico de Oz

Em 1939, o diretor Victor Fleming dirigiu um dos melhores filmes de todos os tempos, baseando-se na obra de L.Fank Baum, The Wizard of Oz (O Mágico de Oz). Com um elenco grandioso que contava com Judy Garland, Frank Morgan, Ray Bolger, Jack Haley, Bert Lahr, Billie Burke e Margaret Hamilton, foi possível produzir uma obra prima, que até hoje ainda encanta muitas pessoas. Caracterizado pela simplicidade, pelas frases marcantes, pela canção Somewhere Over The Rainbow interpretada por Judy Garland, e principalmente pelo longo caminho de tijolos amarelos, o filme começa mostrando a vida de Dorothy (Judy Garland) que vive com seus tios Em (Clara Blandick) e Henry (Charley Grapewin) e mais três amigos Hickory (Jack Haley), Hunk (Ray Bolger) e Zeke (Bert Lahr) no Kansas.

Acompanhada por seu fiel amigo, o cãozinho Totó, Dorothy é surpreendida pela malvada Miss Almira Gulch (Margaret Hamilton) que aparece na fazenda para avisar Dorothy que Totó ficará com ela. Desesperada, a pequena garotinha foge até encontrar a barraca do vidente Professor Marvel (Frank Morgan). Utilizando de meios duvidosos para prever o futuro de Dorothy, o Professor Marvel garante a ela que sua tia adoeceu e precisa que ela volte pra casa. Arrependida por ter fugido e assustada com a visão do Professor, volta ao encontro de sua tia. No entanto, no caminho de volta, um tornado se aproxima da região e Dorothy é a única que não consegue escapar, ficando presa em seu quarto.

A partir deste momento, o cenário que antes tinha aspecto envelhecido ganha cores, começa então uma longa jornada através da estrada de tijolos amarelos em busca do Mágico de Oz. No misterioso lugar, conhece Glinda, a Bruxa Boa do Norte (Billie Burke) que lhe parabeniza por ter matado a Bruxa Má do Leste. Os moradores daquele lugar, conhecidos por Munchkins, saem pelas ruas e dão início a uma sequência de músicas para festejar a morte da Bruxa. De repente, uma nuvem de fumaça aparece em meio aos moradores e surge a Bruxa Malvada do Oeste (Margareth Hamilton), para buscar os sapatos de rubi da outra bruxa; porém Glinda os transfere para Dorothy e isso faz com que a Bruxa Malvada do Oeste lhe ameace.

Decidida a voltar pra sua casa no Kansas, é orientada pela bruxa a seguir o caminho dos tijolos amarelos, sem nunca tirar os sapatos. Durante o longo caminho, conhece o Espantalho (Ray Bolger), o Homem de Lata (Jack Haley) e o Leão covarde (Bert Lahr); o primeiro quer um cérebro, o segundo um coração e o terceiro coragem. Os quatro amigos partem em direção a Emerald City para que o Mágico de Oz realize seus desejos. Até o desfecho do filme, o quarteto passa pelas mais diversas situações, e cabe somente a Dorothy resolver os problemas para que possa enfim voltar para Kansas... Talvez seja necessário fechar os olhos, bater os sapatinhos de rubi e dizer: "There’s no place like home" (Não há lugar como nosso lar).

L. Frank Baum e O Maravilhoso Mágico de Oz - Onde tudo começou. Produção: Curiosidades, frases marcantes e premiações.
Em 1900 L. Frank Baum publicou o livro O Maravilhoso Mágico de Oz, o qual vendeu mais de um milhão de cópias. Dois anos depois, o livro ganhou uma adaptação no musical de Paul Tietjens e Julian Mitchell, isso talvez tenha impulsionado a MGM a comprar os direitos de uma nova adaptação sobre o livro. As filmagens começaram em 1938 e o filme foi lançado em 25 de agosto de 1939. Apesar da qualidade da produção, foram necessárias algumas mudanças, por exemplo na cor dos sapatos. Enquanto no livro eles são de prata, no filme eles são de rubi.

Embora a versão de 1939 tenha alcançado níveis extraordinários de popularidade, a primeira foi feita em 1910, seguida por outra em 1925. Durante as filmagens do clássico de 1939, o elenco passou por diversas mudanças; inicialmente, pensaram em colocar Shirley Temple como protagonista, no entanto, o papel já estava destinado a Judy Garland. Além disso, Ray Bolger que fez o Espantalho, faria o Homem de Lata, porém, insatisfeito com o personagem e sua própria atuação, convenceu o diretor a mudar os papeis. O filme foi indicado ao Festival de Cannes e seis vezes ao Oscar, saindo vencedor em duas categorias. Muitas frases marcaram o Mágico de Oz, no entanto, algumas ainda são mencionadas atualmente.

A mais conhecida, e talvez a mais bonita foi dita pelo próprio Mágico de Oz ao Homem de Lata que desejava ter um coração: "E você, meu amigo galvanizado, você quer um coração. Você não sabe o quão sortudo és por não ter um. Corações nunca serão práticos enquanto não forem feitos para não se partirem". Seguido por uma outra frase, desta vez do Homem de Lata: "Agora eu sei que tenho um coração, porque ele está partido".

17 comentários:

Blog UaiMeu! disse...

Eta Rubi, tá começando o ano maravilhosamente bem com esse post. Quem nunca ficou sensibilizado por esse filme? É desnecessário falar que o Mágico de Oz é um filme brilhante, além de ser mágico tem tbm uma lição de amizade, amor e sentimentos. Pq cada persongem passa pela vida da Dorothy com seus sonhos.
E essa música? Coisa mais linda!!!!

Começando o ano mais que bem!
Beijos
Renata

Bk. disse...

nhaaa esse filme é lindo! Perfeito!
Ameii o poste more!
Feliz ano novoo pra tii! :))
http://enodiadebk.blogspot.com/

Sonhos Pré-Concebidos disse...

Obrigada pela visita viu flor? *-* esse filme é lindo demais!bjks :]]

Gabriel França disse...

clássico dos clásscios. filme e trilha inesquecíveis!

http://monteolimpoblog.blogspot.com/

Beatriz Alencar disse...

Valeu pelos elogios Rubi ;) aah e este post é para mim! O Mágico de Oz e um dos meus clássicos favoritos :D Somewhere Over The Rainbow... Love It!

Zilda Mara Peixoto disse...

Olá.Essa é minha primeira visita ao blog.Vi seu link em outro blog e resolvi vir conhecê-lo.Adorei seu blog e já estou lhe seguindo.Seu blog é muito bem organizado e suas postagens muito bem elaboradas.Já assisti o filme diversas vezes,agora só falta o livro para minha coleção.Te convido a conhecer meu blog e segui-lo também.Aguardo sua visitinha!
Bjs!
Zilda Mara
@ZildaPeixoto
http://www.cacholaliteraria.blogspot.com

Leonardo disse...

É simplismente um dos melhores filmes de todos os tempos. Acredito que um dos poucos na história que atingiu a perfeição total. desde a parte tecnica até o roteiro e as atuações, passando pela belissima trilha sonora, tudo é absolutamente perfeito.

Iza disse...

Oi Rubi! Feliz 2012 atrasado! Amei o post. Ainda não assisti esse filme, mas é um super clássico e eu tenho que assisti-lo. Valeu a dica.

http://vintageiz.blogspot.com

Beijos :)

Jefferson Clayton Vendrame disse...

Rubi, parabéns pelo ótimo post, ótimo texto e ótima escolha, O Magico de Oz realmente é incrível, um super filme sem idade...
Abração

Alice Oliveira disse...

Querida, estou de volta com o blog!
Te espero lá! http://rebucomcafe.blogspot.com

Beijinhos

Blake disse...

Adorei o post!
Saudades desse filme...

BjO

Tsu disse...

Oi Rubi!
Garota..parabens por esse artigo! Mágico de Oz é um clássico tanto do cinema como do livro. Seu lugar na literatura de fantasia e até contos de fadas é mais do que especial e é possível lermos e interpretarmos de vários modos. Não é complexo como Alice, mas chega perto. Tenho o livro e até já reli.
E essa música que colocou ao fundo..clássica!! Não costumo ficar ouvindo as canções assim dos sites, mas deixei a página aberta pra ouvir rs.
Ah então....finalmente postei meus cosplays rs. E pretendo fazer uma sessã opra cada cosplay meu no futuro. Obrigada por ter gostado das minhas produções..eu tento fazer o meu melhor mesmo não sendo impecável ou profissional. Faço porque gosto e mantenho o bom senso. Sim sim espero que esse ano dê certo de nos conhecermos pessoalmente, afinal somos ambas paulistanas!
bjs

Jefferson Clayton Vendrame disse...

Oi Rubi, Voltei aqui para responder seus comentários nos filmes de Bette Davis que você me deixou dia desses. Primeiramente gostaria de lhe dizer que adoro quando encontro seus comentários em meus posts antigos, sinal que vc realmente sempre esta o visitando.... isso só prova que realmente você é (assim como eu), uma grande e fiel fã dos filmes antigos.

Você fala em encontrar o filme A Floresta Petrificada.
Pois bem.. eu fiz uma busca enorme aqui na net e realmente em todos os sites estão esgotados, eu comprei ele em um box da Warner - COLEÇÃO GANGSTERES - a uns 5 anos atras. É um filmão ótimo, mas que esta meio difícil de encontrar. Achei na verdade no mercado livro mas o LADRÃO oferece por 93,00 reais, um absurdo.Você pode recorrer a net para baixa-lo ou ficar de olho nas lojas virtuais nessa coleção da Warner, quando entrar você compra e eu te garanto, os outros filmes que vão junto são melhor ainda. Abração e valeu por suas visitas, saiba que tbm sempre estou por aqui, e já até fiz downloads de músicas que tocavam no seu "rádio" que após ouvir e descobrir o nome corri para conseguir.... kkkk Abração té mais

Bruna Worspite disse...

Super clássico!
Que encanta até os dias atuais, sem dúvidas!



Um excelente 2012!
Repleto de muita saúde e muiiito amor!
Bjs
http://bruhworspite.blogspot.com/

Roberta Vládya disse...

Huum, demoro a vir, mas quando venho sempre me surpreendo com seus posts, maravilhosos.

PS: Amo essa música!!!

robertavladya.blogspot.com

Karla Hack dos Santos disse...

Lembro da primeira vez que vi este filme... Fiquei tão impressionada com as cores que a bruxa quase não me assustava... Um encanto depelícula...
Obrigatória!

;D

Fabi disse...

nunca fui fã do magico de oz.
mas assistirei pois o texto foi interessante!
beijos

Postar um comentário

Esse blog destina-se a trazer informações, curiosidades, músicas e muitas dicas. O universo de pesquisa é muito vasto e se você tiver interesse em algo ou alguém deste universo em especial, faça sua sugestão e na medida do possível tentarei apresentar um trabalho que lhe agrade.

 
↑Top