quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Our Hospitality - Nossa Hospitalidade

É impossível falar sobre os tempos áureos do cinema mudo e não citar ícones como Charlie Chaplin, Harold Llyod e Buster Keaton. As produções de Chaplin alcançaram níveis extraordinários de popularidade, deixando assim grandes atores em segundo plano. Este é o caso típico de Buster Keaton considerado um de seus maiores rivais (e amigo) desta época memorável. Dono de um estilo único e cativante, Buster dirigiu, produziu e atuou em diversos filmes, dentre eles Our Hospitality (Nossa Hospitalidade), do qual reservarei as próximas linhas para conduzí-los a esta divertida comédia. Estrelado por Buster Keaton, Natalie Talmadge, Joe Roberts, Joe Keaton, entre outros, o filme foi lançado em 1923 e gira em torno da rivalidade entre as famílias Canfield e McKay.

Buster interpreta o jovem Willie McKay que retorna a sua cidade natal após a morte do pai em busca da herança deixada por ele. Ao chegar envolve-se com Virginia Canfield (Natalie Talmadge) filha de Joseph Canfield (Joe Roberts) patriarca da família Canfield. O filme envolve uma série de situações extremamente cômicas que ressaltam o grande talento de Buster Keaton. A produção tem pouco mais de uma hora de duração mas são incontáveis minutos de pura diversão que vai desde o início, numa hilariante viagem de trem até o final mais ou menos previsível. Para os fãs do gênero, é uma ótima pedida.


Bastidores: A morte de Joe Roberts e a gravidez de Natalie Talmadge. Uma produção realizada no Keaton's Hollywood studio.
Primeira produção cinematográfica a conter três gerações de uma família, sendo que o primeiro ator representava o pai, o segundo o filho e por fim Buster Keaton como o neto, e último representante da família. As cenas de tiroteio foram todas filmadas em Oregon, Califórnia; com exceção das cenas na cachoeira. Considerada uma das mais famosas do filme de Keaton, foi filmada no seu próprio estúdio em Hollywood. Além disso, ele foi o responsável por selecionar o ano em que o filme aconteceria, para que assim pudesse reproduzir o modelo Stephenson's Rocket da locomotiva, pela qual tinha uma paixão desde garoto.

Vale ressaltar que o cavalo que ganhou destaque na produção também foi escolhido pelo próprio Keaton. No entanto, infelizmente, um fato triste ocorreu durante as filmagens; quando Joe Roberts, que era seu amigo pessoal, e fazia parte do elenco, sofreu um AVC e não resistiu, vindo a falecer logo após a conclusão do filme. Curiosidade a parte, sua mulher Natalie Talmadge (e também estrela do filme) estava grávida de seu segundo filho, e no final das filmagens, foram necessários alguns truques de gravação para que pudessem esconder a "barriguinha saliente". Atualmente o DVD está disponível em alguns sites de venda online. Mas Buster Keaton não se resume apenas a esta obra, em breve lhes presentearei com uma série de outras obras tão ou mais divertidas que esta.

Na próxima edição, trarei algumas curiosidades sobre sua vida pessoal e a rivalidade criada pelo público entre ele e Chaplin. Aguardem!

9 comentários:

Dilberto L. Rosa disse...

Ah, que legal: só faltou dedicar a postagem à minha pessoa, que primeiramente levantou a polêmica da rivalidade, ré, ré! Mas não me entenda mal: gosto muito de Keaton e, sim,acho que ele foi injustiçado pela MGM e acabou sendo diminuído, enquanto Chaplin continuou crescendo e mantendo o controle artístico dos seus filmes... Mas gosto muito deste filme que você mencionou e também de "Steamboat Bill Jr.", "The Cameraman" e, logicamente, de "The General".

Fica mais uma sugestão para postagem: fale mais da tal "rivalidade" entre os dois grandes comediantes, incluindo a sequência final de "Luzes da Ribalta", onde os dois contracenam! Meu abraço e apareça sempre!

P.S.: fiquei na dúvida se viste ou não a comédia de guerra "Dr. Fantástico", do genial Kubrick. Se não viu, apresse-se!

disse...

Vi recentemente "A Antiga e a Moderna / The Three Ages" e me diverti muito com Keaton. Ele também era um comediante espetacular. Gostei muito das curiosidades de produção deste filme.

Tsu disse...

Oi Rubi!
Tá meio sumida hein? Tudo blz?
Ah eu ate que cnsegui descasar no feriado. Fiz uma lista de toda as coisas que queria fazer..exceto algumas..mas vi um filme muito sensacional *.*.
Sim é isso memso! Cosplay da Pequena Sereia! Existe cosplay de tudo garota e eles te surpreendem com tamanhap erfeição.
Nossa já faz tempinho..qual série que eu tinha mencionado pra vc/
bjs

Maxwell Soares disse...

Oi, Rubi. Belíssima postagem. Sou fã de Charlie Chaplin. Tenho ultimamente visto filmes em preto e branco. Essa cena da cachoeira fico exuberante. Irei colocar na minha lista. Um abraço...

Bruna Worspite disse...

Realmente as histórias e obras do Chaplin são sensacionais!
Graças a vc pude conhecer um pouco mais sobre tudo isso, e confesso que estou adorando e buscando filmes que ele fez e to amando!

Ruby, obrigada pelo comentário la no blog, saiba que sou muito grata por tudo!


Bjsss
http://bruhworspite.blogspot.com/

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Não conheço esse filme, Rubi, mas por certo gostarei. Amo tudo do Keaton.

O Falcão Maltês

Sonhos Pré-Concebidos disse...

obg pela visitinha lá no blog *-* Volta sempre que quiser, tá? Bjks, Nícia.

Leonardo disse...

Buster Keaton foi certamente um dos grandes nomes da história do cinema, Um gênio do cinema mudo. Mas como você disse, muitas vezes ficou em segundo plano pois o Chaplin fazia mais sucesso.
Esse nossa hospitalidade eu não vi, parece ótimo, preciso ver :D
A cena do Luzes da Ribalta em que Chaplin e Keaton contracenam pra mim foi uma das mais emocionantes que eu ja vi, ver dois ídolos ja com bastante idade atuando juntos :D
O Keaton tem outra participação importante interpretando ele mesmo em crepúsculo dos deuses.
Fiquei ansioso pelas proximas postagens, vou tentar arrumar um tempinho pra passar por aqui ^^

BeijO Rubi

Ana disse...

"Ah Keaton, como tu merecias ser mais reconhecido!"

A eterna cara de tacho inesquecível:)
Em A general, Buster é o pivô do triângulo amoroso mais inusitado do cinema.

Postar um comentário

Esse blog destina-se a trazer informações, curiosidades, músicas e muitas dicas. O universo de pesquisa é muito vasto e se você tiver interesse em algo ou alguém deste universo em especial, faça sua sugestão e na medida do possível tentarei apresentar um trabalho que lhe agrade.

 
↑Top