sexta-feira, 16 de março de 2012

How to Marry a Millionaire - Como Agarrar um Milionário

Em 1953, uma nova tecnologia chegava as telas do cinema, o processo wide-screen intitulado CinemaScope; após o lançamento da primeira obra nesta tecnologia (The Robe- O Manto Sagrado), o diretor Jean Negulesco brindou o público com a comédia romântica How to Marry a Millionaire (Como Agarrar um Milionário) trazendo no elenco as divas: Marilyn Monroe, Betty Grable e Lauren Bacall. Baseado nas peças gregas "The Greeks Had a Word" e "Loco" com a excelente trilha sonora de Alfred Newman; o filme traz a história de Schatze Page (Lauren Bacall) que após um fracassado divórcio vê-se obrigada a dividir o apartamento com as amigas Loco Dempsey (Betty Grable) e Pola Debevoise (Marilyn Monroe).

Empenhadas em conquistar um novo padrão de vida, as três amigas traçam planos mirabolantes para encontrarem partidos milionários. A partir daí, passam pelas mais divertidas situações para conseguirem seus objetivos; Page com sua personalidade forte e determinada; Pola com sua severa miopia e relutância em usar óculos; e Loco, que fazendo juz ao nome, com suas inusitadas fantasias. A medida em que a história se desenvolve, envolvem-se com os mais diferentes tipos de personagens, vividos por David Wayne (como Freddie Denmark), Rory Calhoun (como Eben), Cameron Mitchell (como Tom Brookman), Alex D'Arcy (como J. Stewart Merrill), Fred Clark (como Waldo Brewster) e William Powell (como J.D. Hanley).

Não faltam ao filme cenas de arrancar gargalhadas, principalmente envolvendo Marilyn Monroe; e outras repletas de romantismo. Coube ao diretor Jean Negulesco o privilégio de reunir numa única obra um trio de atrizes cercadas de tamanha beleza e talento. Curiosamente, apesar do status de atriz principal ser destinado a Lauren Bacall, a crítica aponta como sendo um dos melhores trabalhos de Marilyn Monroe.


Bastidores: O trabalho de Alfred Newman e Cyril J. Mockridge - Os direitos de Nicole Kidman.
Alfred Newman e Cyril J. Mockridge foram os responsáveis pela encantadora e inesquecível trilha sonora de How to Marry a Millionaire. A cena de abertura que tem cerca de 6 minutos de duração, com a música Street Scene, é um espetáculo à parte. A mesma música foi utilizada em outras produções, tais como: The Dark Corner, Kiss of Death, Cry of the City e I Wake Up Screaming. No entanto, foi em 1931 na produção de Elmer Rice, que a canção foi interpretada pela primeira vez. Em 2004 a trilha sonora de How to Marry a Millionaire, foi lançada em CD graças a Membran Internacional e ao brilhante trabalho da National Philharmonic Orchestra.

O trabalho do diretor Jean Negulesco recebeu três indicações importantes: o Oscar de melhor figurino, Writers Guild of America de melhor comédia e o BAFTA de melhor filme. Quatro anos após o sucesso do filme, em parceria com a National Telefilm Associates, a 20th Century-Fox Television trouxe as telas da televisão o seriado How to Marry a Millionaire que permaneceu no ar até 1959 reunindo no elenco estrelas como Barbara Eden, Merry Anders, Lori Nelson e Lisa Gaye. Segundo informações, a atriz Nicole Kidman comprou os direitos autorais do filme para a produção de uma nova versão, a princípio, com um novo roteiro. Para os fãs do gênero, a obra de 1953 está disponível em DVD.

11 comentários:

Iza disse...

Ainda não assisti esse filme, mas quero muito! Adoro essas três atrizes, principalmente a Marilyn. Beijos!

vintageiz.blogspot.com.br

Jefferson Clayton Vendrame disse...

Rubi que texto perfeito, muito gostoso de ler, você como sempre resenha muito bem as tramas. Qualquer um que visitar seu blog e não conhecer os filmes, graças a suas palavras se interessa imediatamente.Parabéns...
Adoro esse filme, também acho um dos melhores de Marilyn. Bacall e Grable também estão ótimas mas a Miss Monroe obviamente roubara a cena.
Sinto falta de alguns extras ricos nas versões lançadas de praticamente todos filmes de MM mas quem sabe em breve eles relancem....

Parabéns pelo Post mais uma vez.

E Quanto ao filme AMOR SUBLIME AMOR, por favor... já comprou? Já assistiu? Por favor em... conserte logo esse seu pecado, o filme é a sua cara, tenho certeza que vc vai adorar e ja vai até postar sobre ele em seguida. Corra e assista ok.

ABRAÇÃO

Jopz_B1B disse...

parece bom, tá na lista... valeuz,

JOPZ

Daniele Moura disse...

Eu simplesmente amo este filme. Ele é delicioso e perfeito para qualquer momento! As 3 estão ótimas e me encantei com o trabalho de Betty Grable. Quero assistir mais filmes com ela.
Mais uma ótima lembrança no seu blog, Rubi.
Um abraço
Dani

Beatriz Alencar disse...

Mesmo sendo Lauren Bacall a estrela principal, Monroe com certeza roubas todas as cenas! Abraços :D

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Fabulosa comédia. O curioso é que Marilyn rouba a cena, apagando as grandes Bacall e Grable.

O Falcão Maltês

Maxwell Soares disse...

Este não vi, ainda. Mas, acredite, estou fazendo uma bela lista quando,aqui,venho. Marilyn é grandiosa. Imagino que neste, também, esteja linda. Parabéns, pelo texto e as imagens ficaram bem casadas. Até...

disse...

Ainda não vi este filme, mas o fato de ter Betty Grable e William Powell já o torna bem interessante para mim.
Beijos!

Leonardo disse...

Olá Rubi :D
Eu procurei esse filme pra baixar recentemente, mas a maioria dos links estão fora do ar. Ainda não pude ver. Se eu não conseguir baixar tenho que ver se acho em alguma locadora. Quero muito ver esse filme, tem grande elenco.
Outra coisa, sobre o Alfred Newman, ele é uma das muitas pessoas que fizeram trabalhos fantásticos no cinema mas que muitas vezes não são lembrados, pois sempre se lembra dos atores e do diretor. Tem compositores, diretores de fotografia, figurinistas que são gênios e quase ninguem fala neles. Trilha sonora em especial é uma coisa que sempre me chama muito a atenção. Um dia tenho que fazer alguma postagem sobre isso no blog :D

Bruna Worspite disse...

Essa obra é sensacional!
Já vi e muito recomendo, é muita risada, drama, enfim, muito bom de ver e rever =)


Beijos
http://bruhworspite.blogspot.com.br/

Tsu disse...

Oi Rubi, tudo bom?
Ah você então cresceu ouvindo Smiths! É..quem cresce ouvindo boas músicas, terá bom gosto musical! E isso vem de familia! Comigo é meio parecido assim (gosto de Michael Jackson desde pequena por conta de minha mãe). Ah sim..com o fim da banda, Morrissey seguiu carreira solo e foi um dos poucos caras que se consolidou assim.
Agora...perai! Como assim você não conhecia o Mifists? Os caras são verdadeiras lendas rs.
Ano passado eles vieram na Virada Cultural mas o show foi de madrugada e não deu para mim ir.
Sobre a Marylin..bem, eu sou fã de teorias da conspiração e crei oque deve haver algo aí que vão manter segredo..aliás a própria morte do assassino de Kennedy foi estranha.
Aliás..bela trajetória de filmes dela que vc tá fazendo!
bjs

Postar um comentário

Esse blog destina-se a trazer informações, curiosidades, músicas e muitas dicas. O universo de pesquisa é muito vasto e se você tiver interesse em algo ou alguém deste universo em especial, faça sua sugestão e na medida do possível tentarei apresentar um trabalho que lhe agrade.

 
↑Top