sexta-feira, 6 de abril de 2012

Dorothea Wieck

No dia 3 de janeiro de 1908, nascia em Davos na Suíça, a pequena Dorothea Wieck, que despontou para o teatro e cinema da Alemanha. Apesar de viver a maior parte de sua infância na Suíça, somente aos 12 anos de idade, em Berlim, começou a dar os seus primeiros passos rumo a carreira artística, aprendendo a arte da dança com a professora Maria Moissi. Contudo foi em Viena que fez sua estreia no teatro nas peças de Carl Zuckmayer e Ferenc Molnár. Em 1926, descoberta pelo diretor Franz Seitz fez sua estreia no cinema mudo no filme Heimliche Sünder; participando de vários outros filmes do gênero. Em 1931, finalmente alcançou status de popularidade ao protagonizar a professora Fräulein von Bernburg, na obra de Leontine Sagan: Mädchen in Uniform. O desempenho de sua atuação no filme, propiciou-lhe a oportunidade de assinar contrato com a Paramount Pictures permitindo-lhe participar de outras produções num total de quase 50 filmes.

Dentre a sua vasta filmografia, além de Mädchen in Uniform, onde realmente fez parte de uma obra cheia de ousadia que gerou censuras do governo alemão, destacam-se ainda as películas: Miss Fane's Baby Is Stolen (comédia baseada no caso Lindbergh) e Cradle Song (onde interpreta a freira Joanna, ao lado de Evelyn Venable). Infelizmente, com o início da Segunda Guerra Mundial, acusada de praticar espionagem , foi obrigada a retornar para Alemanha, onde deixou bem claro a sua aversão ao regime nazista o que prejudicou sensivelmente a sua carreira artística. Isto forçou-a a aceitar papeis coadjuvantes pouco expressivos, o que a levou a optar pela carreira de diretora teatral no Deutsches Theater. Decepcionada, encerrou sua carreira no início da década de 60, porém, manteve a chama artística na alma dedicando-se a ensinar novos talentos abrindo sua própria academia de ensino em Berlim. Ao longo da carreira, Dorothea foi contemplada com alguns importantes prêmios de crítica tais como o Film Ribbon in Gold pela Deutscher Filmpreis (1973). Em relação a sua vida pessoal, pouco se sabe além do fato de ter se casado com Ernst von der Decken. Aos 78 anos de idade, no dia 19 de fevereiro de 1986, Dorothea Wieck encerrou sua passagem entre nós e seu corpo foi sepultado no Friedhof Heerstrabe Cemitery, em Berilm.

Fazem parte de sua filmografia: Ich hab mein Herz in Heidelberg verloren, Die kleine Inge und ihre drei Väter, Klettermaxe, Valencia, "Mein Heidelberg, ich kann Dich nicht vergessen", Sturmflut, Ein toller Einfall, Teilnehmer antwortet nicht, Gräfin Mariza, Anna und Elisabeth, Liselotte von der Pfalz, Der Student von Prag, Das seltsame Leben des Herrn Bruggs, entre outros.

12 comentários:

Iza disse...

Ela era muito linda. E talentosa. Pena que, infelizmente a Segunda Guerra e o regime nazista fizeram com que ela "desaparecesse". Gostei do seu post.

http://vintageiz.blogspot.com.br

Aline Diedrich disse...

Mais um ótimo post!!! Seu blog é mesmo um memorial do cinema...

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Não conheço nada dela...

O Falcão Maltês

Patrícia disse...

Oi Rubi eu adoro filmes antigos mesmo, tenho uma mini coleção....Esse filme aí não conheço e nem atriz, boa dica, alias aqui é tudo muito agradavel.
Vim te desejar uma Páscoa abençoada, que Jesus ressuscite todos os dias em sua vida. Bjs

Blog UaiMeu! disse...

Muito bonita e talentosa. A expressão nessa foto como madre é realmente linda, parece uma pintura. Infelizmente conhecemos mto pouco esses atores e atrizes de antigamente. Bom que temos vc para fazer algo antigo ficar novo.

abraços
Renata

Gabriel França disse...

deixei o seu blog aberto o dia todo para ficar escutando a música dessa magnífica cantora.

Leonardo disse...

Olá Rubi!
Não conheço ela, ainda tenho que pegar o filme Mädchen in Uniform para assistir. Pelas fotos achei o sorriso dela muito bonito. Tava aqui pensando, a Alemanha talvez tenha sido o melhor país para o cinema nos anos 20, certamente o Nazismo acabou impedindo que toda aquela qualidade de filmes continuasse, ja que alguns diretores alemães inclusive foram fazer filmes em outros países. E certamente alem dela muitos outros atores e atrizes, ou artistas em geral tiveram carreiras prejudicadas. Com todo o horror contra a vida praticado pelo nazismo, a arte acabou sofrendo tambem.

Jefferson Clayton Vendrame disse...

Mais uma aula de cinema vindo de sua parte,
Ótimo Post,
Você através de suas dicas e artigos sobre o cinema europeu esta me despertando uma grande vontade de conhece-los melhor.
Abração Rubi

disse...

Que linda atriz! Gostei muito da última foto. Uma pena que sua carreira cinematográfica tenha decaído com o nazismo.
Beijos!

Anjo Noturno disse...

Não vejo nada parecido hj em dia, muito menos rostos como esse.
Bj e boa semana ;)

Rodrigo Ludwig disse...

A gente se seguia e comentava no meu antigo blog, agora eu voltei:

http://literaturaludwig.blogspot.com.br/

Adoro seu blog de clássicos.

Beatriz Alencar disse...

Eu também não a conhecia!! Linda ela, e que carreira! Eu preciso ver um filme dela ;)

Postar um comentário

Esse blog destina-se a trazer informações, curiosidades, músicas e muitas dicas. O universo de pesquisa é muito vasto e se você tiver interesse em algo ou alguém deste universo em especial, faça sua sugestão e na medida do possível tentarei apresentar um trabalho que lhe agrade.

 
↑Top