quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Jean Goldkette and his Orchestra

John Jean Goldkette nasceu em 18 de março de 1893 na França, porém passou sua infância na Grécia e Rússia. Aos 18 anos de idade, mudou-se para os EUA, onde viria a se tornar um dos mais significativos músicos de jazz entre as décadas de 20 e 30. Vocalista e pianista, Goldkette formou sua própria banda conhecida como Jean Goldkette and his Orchestra, que entre 1924/1929 contou com a participação de músicos que se tornariam lendas no jazz norte-americano; alguns deles como: Jimmy Dorsey, Tommy Dorsey, Eddie Lang, Steve Brown e Joe Venuti, entre outros. Segundo a opinião de Rex Stewart, membro da banda Fletcher Henderson, os arranjos musicais produzidos pela banda de Goldkette deram um novo rumo a dinâmica do jazz dos anos 30; atribuindo a ela o título de melhor banda de bailes da época. Coube a Goldkette a primazia de ser o primeiro branco a conquistar espaço de renome na história do jazz. Ao longo de quase 20 anos, Goldkette foi diretor musical do Detroit Athletic Club sendo responsável pelos bailes promovidos pela associação, inclusive apresentando-se com sua própria banda em algumas ocasiões.

Dono de seu próprio negócio, Jean Goldkette's Orchestras and Attractions, foi co-autor do grande sucesso It's the Blues (No. 14 Blues) lançado em 1924 pela Victor Records. Em 1927, com dificuldades financeiras para manter seus compromissos profissionais, Goldkette perdeu alguns de seus melhores músicos para Paul Whiteman, que se auto intitulava o Rei do Jazz. No início dos anos 30, afastou-se do jazz para trabalhar como agente de reservas e pianista clássico, porém, com uma dívida de quase US$ 200.000, foi obrigado a declarar falência. Em 1961, mudou-se para a Califórnia, onde no dia 24 de março do ano seguinte, poucos dias após completar 69 anos de idade, faleceu vítima de um ataque cardíaco.

Ao longo de sua existência, Jean Goldkette and his Orchestra deixou um vasto repertório com destaque especial para:  Sweethearts on ParadeThat's What I Call Sweet Music, I'm Looking Over a Four Leaf Clover e My Pretty Girl.

11 comentários:

Iza disse...

Seu post está muito completo e cheio de coisas interessantes. Gosto de jazz, mas não conheço muitas músicas de Jean Goldkette.
Atualmente escuto mais Ella Fitzgerald, Louis Armstrong, Frank Sinatra e as canções mais famosas. Tenho muito o que conhecer sobre jazz.
Beijos <3

disse...

Adoro jazz! Obrigada por me apresentar a Jean Goldkette, amei a música Sweethearts in Parade.
Beijos!

Tsu disse...

Oi Rubi!
Não sou muito fã de Jazz, mas esse cara aí..era muito bom!
Garota, vc precisava ir no ZW...tenho certeza que adoraria o evento. O palahaço zumbi que realmente arrasou é de um filme de terror antigo mas agora não lembro o nome.
Mas é aquilo..eu sempre aprendo muito com seu blog...e sério que vc aprende com o meu? Eu tento fazer o possível para ele ficar legal. Dei uma relaxada nesses últimos tempos mas é que tantas coisas aconteceram...
E temos que marcar algo né? Eu sempre te convido mas tu nunca vai.
E aguarde! A novidade do blog vai chegar! Eu só espero que o pessoal compartilhe e desfrute.
bjs

Bruna Worspite disse...

Sempre achei lindo de se ver uma orquestra tocando, é incrível a perfeição no som com um monte de gente.. E conhecer pessoas que fizeram parte da história é muito bom!!!

Bom fds
Bjs

Blog: Vida de Noiva

Produtos de Casamento: Clique Aqui

Sorteio de 1 Buquê de Sapinhos: Clique Aqui e Participe!!!

Julia Mallet disse...

Ameeeeeeeeii teu blog, parabéns *-*
Seguindo, segue?
www.garotasmalvadask.blogspot.com
Beijinhos ;*

Beatriz Alencar disse...

Eu gosto do som do Jazz, mais junto com o Soul, são gêneros que eu não sei nada a respeito apesar de eu gostar das músicas. Ótimo post, bastante informativo! Abraços,

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Sempre aprendendo por aqui, Rubi. Não conhecia essa banda.

O Falcão Maltês

Maxwell Soares disse...

Oi, Rubi. Eis um estilo de musical que admiro. Admiro, ainda,também este espaço. Não conhecia Jean Goldkette. Mais agora sei o que farei quando procurar música na net. Obrigado pela dica...

M. disse...

Rubi, faço minha as palavras de Antonio Nahud Júnior: "Sempre aprendendo por aqui".

Patrícia disse...

Rubi estou adorando ler sobre artistas de jazz aqui, sinto que logo teremos sobre blues, ótimas pesquisas, vc é 10
Bjs

Victória Cruz disse...

o poder que uma orchestra tem de nos emocionar é enorme.
amo o nível cultural dos seus posts, sinto uma certa
nostalgia por não ter nascido no inicio do século XX hahaha, houve muitas conturbações politicas e sociais, mas tudo vale a pena pela moda, por toda a alegria das pessoas e por toda a música de qualidade.
beijão
croquidemoda.blogspot.com.br

Postar um comentário

Esse blog destina-se a trazer informações, curiosidades, músicas e muitas dicas. O universo de pesquisa é muito vasto e se você tiver interesse em algo ou alguém deste universo em especial, faça sua sugestão e na medida do possível tentarei apresentar um trabalho que lhe agrade.

 
↑Top