quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Portrait of Jennie - Elenco

Em 15 de agosto de 1879, nascia na Filadélfia, Ethel Mae Blythe, que mais tarde ficaria conhecida com o nome artístico Ethel Barrymore. Considerada uma das maiores atrizes de teatro dos EUA, teve uma pequena, porém importante participação nas telas do cinema. Oriunda de uma família de atores, desde os pais Maurice Barrymore e Georgiana Drew, aos irmãos John Barrymore e Lionel Barrymore; Ethel passou parte da sua infância estudando em escolas católicas, tendo como base em sua formação, o talento para a dramaturgia. Em 1895, marcou sua estreia nos palcos da Broadway com a peça The Imprudent Young Couple, seguida por Rosemary, A Doll's House (1905) e o clássico Romeu e Julieta (1922). Neste meio tempo, brindou seus admiradores, estreando nas telas do cinema em 1914 no filme The Nightingale. Mulher dinâmica à frente de sua época, Ethel teve um papel de destaque na greve dos artistas em 1919; porém isto não impediu que em 1926 protagonizasse um de seus maiores sucessos no teatro na peça cômica The Constant Wife.

Como dito anteriormente, fez seu primeiro filme em 1914, mas somente em 1940 quando mudou-se para Hollywood, passou a dar maior ênfase a essa nova carreira artística. Quatro anos mais tarde, ganharia o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante no filme None But the Lonely Heart dirigido por Clifford Odets. Participou de outros filmes clássicos como The Spiral Staircase (de Robert Siodmak), The Paradine Case (dirigido por Alfred Hitchcock), Portrait of Jennie, Pinky, Kind Lady e Young at Heart. Encerrou sua carreira cinematográfica em 1957 no filme Johnny Trouble. Curiosamente, ao longo de sua carreira, emapenas dois filmes contracenou com seus irmãos Jonh e Lionel Barrymore: National Red Cross Pageant (1917) e Rasputin and the Empress (1932, considerado perdido). Na vida particular, foi cortejada por Winston Churchill, do qual recusou pedido de casamento. Casou-se em 1909 com Russell Griswold Colt, com o qual teve três filhos Ethel, Samuel e John. Divorciou-se em 1923 e optou por não se casar novamente, apesar de receber vários outros pedidos para tal. Faleceu em 18 de junho de 1959 aos 79 anos de idade por conta de problemas cardiovasculares. Foi homenageada em Nova York com o Ethel Barrymore Theatre.

Nascido Cecil Kellaway Lauriston em 22 de agosto de 1890, Cecil Kellaway foi um ator sul-africano de grande destaque entre as décadas de 30, 40 e 50. Desde pequeno mostrava-se interessado na arte do teatro, o que contrariava seus pais que não viam muito futuro na profissão. Foi então que ainda adolescente, mudou-se para Inglaterra, onde estudou e tornou-se ator numa empresa que realizava turnês pelo mundo. Em 1920 mudou-se para Austrália para desenvolver suas técnicas de comediante, marcando sua estreia no cinema em 1933 com o filme The Hayseeds, seguido por It Isn't Done (1937), do qual foi inclusive o autor da história. No final da década de 30, deu um novo passo em sua carreira quando mudou-se para Hollywood. Com uma filmografia extensa que conta com mais de 100 títulos, entre filmes e seriados; destacam-se: Wuthering Heights, The House of the Seven Gables, The Letter, Love Letters, The Postman Always Rings Twice, Portrait of Jennie, Guess Who's Coming to Dinner e o seriado Perry Mason. Encerrou sua carreira em 1972 ao participar do seriado Call Holme. Faleceu no ano seguinte no dia 28 de fevereiro aos 79 anos de idade.


Outros atores (seguindo a ordem da imagem acima): Clem Bevans, Lillian Gish, Henry Hull, Anne Francis, Albert Sharpe, Florence Bates, Brian Keith, Nancy Davis, Robert Dudley, Nancy Olson e David Wayne. 

9 comentários:

Bruna Worspite disse...

É sempre ótimo conhecer novas histórias de vidas, que deixaram cultura para nós.

Adorei


Bjs

Blog: Vida de Noiva

Produtos de Casamento: Clique Aqui

Sorteio de 1 Buquê de Sapinhos: Clique Aqui e Participe!!!

disse...

Ethel é parte importante de um clã muito talentoso! Nunca tinha reparado em Cecil Kellaway, bacana ver um ator sul-africano em Hollywood. Sói senti falta de ler sobre minha querida Lillian Gish.
Beijos!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Grandes coadjuvantes. Amo a Gish e a Barrymore...

O Falcão Maltês

Iza disse...

Lillian Gish e Ethel Barrymore são divas. A Ethel é parente da Drew Barrymore, não? Ela é o que tia avó? Você sabe? Beijos <3

Camila França disse...

Nossa, Rubi.
Nunca te perguntei isso, mas você é grande fã de filmes antigos, não? (É bem óbvio!)
Me fascino demais com o fato de vc sempre ter de quem falar!

Parabéns!

Beeijo!

E confesso que pensei logo da Drew Barrymore, como a Iza disse aí em cima.

:)

Patricia Ayuso disse...

great post!! ;)
kisses pretty
http://blogcashmeremafia.blogspot.com

Lele Fernandes disse...

A Ethel Barrymore é mesmo muito diva, ela é tia-avó da Drew Barrymore se eu não me engano, enfim, o talento deve estar no sangue mesmo!

http://estilooque.blogspot.com/

Beatriz Alencar disse...

Á Ethel é demais! Não sei nada sobre esse filme Rubi, ainda bem que vc está aqui para me enformar, hehe.

Maxwell Soares disse...

Joseph Cotten, Jennifer Jones , Ethel Mae Blythe e, agora, Cecil Kellaway Lauriston. Com uma filmografia com mais de 100 filmes, realmente, nao é pra qualquer um. No caso de Ehel era uma mulher de militância. Afinal é preciso ter muita coragem naquela época para apoiar uma greve seja de que classe for. Uma bela postagem, Rubi.

Postar um comentário

Esse blog destina-se a trazer informações, curiosidades, músicas e muitas dicas. O universo de pesquisa é muito vasto e se você tiver interesse em algo ou alguém deste universo em especial, faça sua sugestão e na medida do possível tentarei apresentar um trabalho que lhe agrade.

 
↑Top