quarta-feira, 17 de abril de 2013

Anne Shelton

Em 10 de novembro de 1923 nascia Patricia Jacqueline Sibley, que mais tarde ficaria conhecida pelo nome artístico Anne Shelton. Popular entre os soldados, e lembrada muitas vezes pelas inúmeras canções que gravou durante a Segunda Guerra Mundial, Anne foi a responsável por gravar a famosa canção Lili Marlene no Reino Unido. Aos 12 anos de idade, deu início à carreira artística ao se apresentar no programa de rádio Monday Night at Eight, e três anos depois, assinou seu primeiro contrato. Infelizmente, pouco se sabe sobre seus primeiros anos na música, mas em 1942 Anne começou a tocar nas bases militares inglesas, tornando-se uma das mais populares cantoras de sua época. Neste mesmo período, ganhou seu próprio programa na rádio intitulado Malta, o qual permaneceu no ar durante cinco anos. Há relatos que, em 1944, teria feito uma parceria com Glenn Miller; porém mesmo com registros de alguns shows, ninguém afirma que de fato ocorreu essa parceria, haja visto que nenhuma música, nessas condições, foi encontrada.

Muitos ainda completam dizendo que durante este período, Glen Miller permitiu que Anne Shelton ficasse com sua banda para realizar uma série de apresentações pela Europa. No entanto, devido à outros compromissos Anne viu-se obrigada a recusar o convite, o que de certa forma salvou sua vida; pois naquele mesmo ano o avião de Glenn Miller desapareceu misteriosamente, nem os destroços e tampouco os corpos foram encontrados. No final da década de 40, conheceu Bing Crosby, com o qual fez uma apresentação no programa Variety Bandbox. A Parceria resultou em vários shows, além de algumas canções que foram gravadas, tais como: Easter Parade e I'll Get By. A partir daí, sua carreira solo deu início a uma fase de muitas gravações que fizeram sucesso, dentre elas If You Ever Fall in Love Again (também conhecida como Isle of Innisfree), escrita pelo irlândes Dick Farrely. Em 1949, assinou contrato com a gravadora Stateside e lançou as músicas Be Mine e Galway Bay. A voz e carisma de Anne Shelton chamou a atenção dos empresários norte-americanos, que a conduziram para sua primeira turnê nos EUA, ao mesmo tempo em que realizava apresentações às tropas.

Em 1956, a música Lay Down Your Arms (escrita por Joe Meek) alcançou o primeiro lugar no Reino Unido; além de Seven Days e The Village of St. Bernadette, que foram considerados seus maiores sucessos da década de 50. Depois de se consagrar fazendo sua versão da música Sailor, participou  de diversos festivais incluindo o Eurovision Song Contest e no Eurovision, com as canções I Will Light a Candle e My Love Continental, respectivamente. Em ambos os festivais, Anne Shelton terminou em 4º lugar. Em 1967 gravou "It Won't Be Long 'Til Christmas" que, inicialmente, seria colocado no filme The Happiest Millionaire (dos Estúdios Disney), no entanto, foi excluída. Anne cantou e atuou nos filmes Jeannie (1941), King Arthur Was a Gentleman (1942) Miss London Ltd. (1943), Bees in Paradise (1944); e nos seriados de TV Somerset Maughan Hour (1960) e Muziek voo U! (1962).

Participou várias vezes do programa Royal Variety Performances (noite de gala anual realizado no Reino Unido), acompanhada por sua irmã Jo Shelton (foto). Em 1973 numa participação no programa The Benny Hill Show, interpretou a canção Put Your Hand in the Hand, gravada com sucesso pelo conjunto Ocean em 1971, alterando algumas palavras de um determinado verso da canção. Em 1990, recebeu o prêmio OBE (Ordem do Império Britânico) por seu trabalho com o Not Forgotten Association, uma sociedade de apoio aos deficientes oriundos de todas as guerras. Em 1994, passou a apresentar-se em eventos de caridade e concertos de aniversários, e apesar de não conseguir o mesmo padrão de sucesso dos tempos áureos, Anne sempre foi atração presente em eventos populares (shows).

Em sua vida pessoal casou-se apenas uma vez, em 1958, com o Tenente da Marinha Real David Reid. Anne Shelton manteve-se ativa em sua profissão até a data de seu falecimento, em 31 de julho de 1994 aos 71 anos de idade, vítima de um ataque cardíaco. Recebeu várias homenagens póstumas, incluindo as coletâneas Early Years: Lili Marlene e The Very Best. Dentre os grandes sucessos gravados por Anne Shelton, recomendo também: The Last Time I saw Paris, Fools Rush In e I'll Never Smile Again 

7 comentários:

disse...

Muito bacana ela cantando Lili Marlene e The Last time I Saw Paris, que eu só conheço de trilhas sonoras de filmes. Vi The Happiest Millionaire semana passada, olhe que coincidência!
Beijos!

Beatriz Alencar disse...

Não sei nada sobre a música popular antes do Beatles kkkkkkk pra mim tudo começou com eles, hehe; Antes dos Beatles mesmo, só sei um pouco sobre música clássica.
Continue fazendo mais post sobre figuras músicas dos anos 1900-1960, assim me mantem informada :D
Abraços,

Suzane Weck disse...

Ola amiga,conhecia Anne Shelton mais por suas musicas principalmente"Fools rush in" do que seus filmes.Alíás não cheguei a ver nenhum deles.Teu post foi excelente, assim tomei mais conhecimento sobre esta atriz e cantora.Este universo cinematográfico é imenso,ainda bem que temos esta grande pesquisadora que nos dá a chance de conhecer grandes astros do passado e sobre seus filmes.Grande abraço.

Tsu disse...

Oi Rubi!
Nossa quanto tempo que não nos falamos, hein?
Menina esses últimos tempos me foi uma correria danada mas acho que agora tudo vai se acalmar por um tempinho ep oderei voltar á ativa decentemente no blog!
EU meio que sumi..faz tempo que não visito blogs pq o horário livre fica limitado e também andei pesquisando muito á respeito das coisas pra vender no blog.
Menina nunca falei de diretores japoneses! É uma boa pedida mas te confesso que não conheço muitos..mas logo pretendo postar a resenha de um filme japonês baseado em um anime e que ficou muito bom.
bjs!!!

Aline Diedrich disse...

Aproveitei os links da postagem para conhecer um pouco do ótimo trabalho dela!

Camila França disse...

Olá, Rubi!
Como vai?

Não adianta, eu posso sumir, mas vc sempre está por aqui... e isso é muito bom!
Sempre trazendo pessoas incríveis pra gente conhecer. Adoro seu cantinho.
Eu acho incrível a beleza dessas mulheres, nesse caso, no auge dela, nos anos 40... são lindas...

Agora eu estou tentando voltar com o blog, torça por mim! rs

Beijinhos!

(http://particularidadesdaminhacabeca.blogspot.com.br/)

Iza disse...

Muito linda e talentosa ela.
Parece uma pin-up; ai sou apaixonada por esses cachos da década de 40, sabe?
Bem inspiradores, não?
Beijos <3

Postar um comentário

Esse blog destina-se a trazer informações, curiosidades, músicas e muitas dicas. O universo de pesquisa é muito vasto e se você tiver interesse em algo ou alguém deste universo em especial, faça sua sugestão e na medida do possível tentarei apresentar um trabalho que lhe agrade.

 
↑Top