quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Walter Chiari

Nascido Walther Annicchirico, na cidade de Verona no dia 2 de março de 1924; Walter Chiari (como ficou internacionalmente conhecido) foi um ator de teatro, cinema e televisão italiano que se notabilizou principalmente por seus papeis cômicos. Dono de uma extensa filmografia, marcou sua estreia nas telas no filme de Giorgio Pastino "Vanita" em 1946, voltaria dois anos mais tarde em "Totó ao Giro d'Itália", do diretor Mario Mattoli. Em 1950, outros três trabalhos, dois deles novamente com Mattoli, diretor que desempenhou importante papel em sua vida profissional. À partir de 1951 a sequência de trabalhos cresceu vertiginosamente, chegando a participar de oito produções no mesmo ano. Dentre esses trabalhos, à convite do diretor Luchino Visconti, contracenou com a expoente Anna Magnani em Belissima. Chiari tinha completo domínio do idioma inglês, por isso estendeu seu campo de trabalho além das fronteiras italianas. Em 1960 participou do musical da Broadway "The Gay Life" ao londo de 113 apresentações.

Antes disso, em 1957, sob a direção de Mark Robson, estrelou em The Little Hut. No período de 1951 à 1970, Chiari manteve um ritmo frenético de atuações, inclusive, participando do filme australiano Squeeze a Flower (1970). Esse ritmo, no entanto, trouxe a Chiari a fama de que era um assíduo consumidor de cocaína. Isso fez com que fosse preso em 1970 sob a suspeita de uso e tráfico de cocaína em Roma. No julgamento, devido a quantidade de drogas encontrada, foi absolvido da acusação de tráfico; mas foi condenado por posse de drogas para consumo próprio.

Submetido a uma pena leve, ao sair da prisão iniciou uma nova jornada para recuperar o prestígio e a carreira. A televisão estatal italiana fechou-lhe as portas e o máximo que conseguia eram pequenos papeis na televisão local. Com isso, passou a dedicar-se ao teatro como alternativa para contornar o mau momento. Em 1972, dividindo suas atenções entre as telas do cinema e televisão, compõem o elenco da obra de Terence Young, Joe Valachi I Segreti de Cosa Nostra. E assim, manteve-se ativo até 1990, quando encerrou a carreira no filme de Peter Del Monte, Tracce di Vita. No dia 21 de dezembro de 1991 foi encontrado morto em sua casa em Milão; sentado frente a televisão. O laudo apontou um súbito ataque cardíaco. Sepultado dentro do Cívico Mausoléu Palante no Cemitério Monumental de Milano, traz em sua lápide uma frase do diretor Dino Risi: "Não se preocupe, eu estou apenas recuperando o sono". Na vida pessoal, manteve uma relação apaixonada e tumultuada com Ava Gardner (foto), a qual conheceu durante as filmagens de The Little Hut em 1957.

6 comentários:

renatocinema disse...

Espero não recuperar o sono nunca. kkkk.

abraços

Suzane Weck disse...

Ola ,que surpresa encontrar Walter Chiari,quando abri teu espaço.Foi um dos atores italianos da "velha guarda' que eu gostava demais.Não sabia de seus percalços em vida e além de encontra-lo aqui ,matei as saudades ......Adorei teu post.Meu grande abraço ,querida amiga.SU

disse...

Muito bacana conhecer mais sobre ele! Walter esteve em dois filmes de que gostei muito: Badaladas à Meia-Noite e Bom Dia, Tristeza, mas infelizmente não prestei tanta atenção nele quanto deveria.
Beijos!

Maxwell Soares disse...

Confesso, Rubi, que não conheci este. Na verdade muito do que sei hoje é através do seu blogger. Um abraço...

Patrícia disse...

Oi, Rubi
Não conhecia foi um bom ator pelo seu relato e q triste o uso de drogas q só trouxe atraso na vida dele. Namorou Ava Garder, essa eu conheço e gosto muito. Bjs

عبده العمراوى disse...


شركة تنظيف واجهات حجر بالدمام
شركة تنظيف واجهات حجر بالخبر
شركة تسليك مجارى بالخبر
شركة تنظيف موكيت بالجبيل
شركة تنظيف كنب بالجبيل
شركات كشف تسربات المياه بالاحساء
افضل شركة كشف تسربات المياه بالاحساء

Postar um comentário

Esse blog destina-se a trazer informações, curiosidades, músicas e muitas dicas. O universo de pesquisa é muito vasto e se você tiver interesse em algo ou alguém deste universo em especial, faça sua sugestão e na medida do possível tentarei apresentar um trabalho que lhe agrade.

 
↑Top