segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

White Christmas - Natal Branco

Em 1954 o diretor Michael Curtiz produziu o musical White Christmas, estrelado por Bing Crosby, Danny Kaye, Rosemary Clooney e Vera-Ellen. A trilha sonora produzida por Irving Berlin garantiu a produção um Oscar de melhor canção, com a música Count your blessings instead of sheep. A história gira em torno de dois amigos, Bob Wallace (Bing Crosby) e Phil Davis (Danny Kaye). Os dois ex-militares são conhecidos por realizarem apresentações na Broadway, até que durante um show na Flórida conhecem uma dupla de cantoras e dançarinas por intermédio de um rapaz. As duas irmãs Judy Haynes (Vera-Ellen) e Betty Haynes (Rosemary Clooney) são ajudadas por Bob e Phil, e todos partem juntos a uma pousada, a qual é propriedade do antigo major dos ex-militares.

O declínio dos negócios do major Thomas F. Waverly (Dean Jagger) em relação a sua pousada, fazem com que o quarteto se empenhe a realizar shows e apresentações para atrair um número maior de hóspedes. As músicas bem selecionadas, os cenários bem arquitetados, e principalmente; o figurino característico, fazem deste musical uma obra prima, além de rara. Até o desfecho da história, algumas desavenças acabam criando certa tensão no filme, no entanto, o final é surpreendente. Sem dúvida alguma, quando se fala sobre a magia do Natal nas produções cinematográficas, este é um dos filmes/musicais que merecem toda nossa atenção.

Bastidores - Uma produção inovadora e lucrativa
O filme de Michael Curtiz foi o primeiro a ser produzido em VistaVision, uma técnica que consiste em ampliar a resolução da imagem. Além disso, a Technicolor se encarregou de dar cores e a qualidade do som ficou por conta da Perspecta. Inicialmente, os produtores pensaram em convidar Fred Astaire para contracenar com Bing Crosby, o que já havia acontecido em 1942 no filme Holiday Inn e posteriormente no filme Blue Skies de 1946. Após recusar o papel, Fred Astaire foi substituído por Donald O'Connor, no entanto, por conta de uma doença foi novamente substituído, desta vez por Danny Kaye.

Curiosidade a parte, no filme Holliday Inn (1942) a música White Christmas recebeu um Oscar na categoria de Melhor Canção Original. Doze anos depois, a mesma música servia de inspiração para o título do musical estrelado por Bing Crosby. Apesar da belíssima atuação de Rosemary Clooney, ela foi a única que não teve participação no álbum da trilha sonora por conta do seu contrato com a Columbia Records; e o espaço foi ocupado por Peggy Lee. O sucesso da produção atingiu a surpreendente marca de 12 milhões de dólares nas bilheterias, ficando por cerca de 4 milhões de dólares a frente do segundo colocado The Caine Mutiny. Atualmente, as adaptações para o teatro ainda garantem bons momentos ao público, sendo que a primeira delas aconteceu em 2004 em San Francisco e a mais recente em 2010 no Sunderland Empire Theatre, Inglaterra.

9 comentários:

disse...

Natal Branco é um filme imperdível para essa época do ano, com excelentes músicas e um visual de tirar o fôlego. A parceria de Astaire e Crosby em "Holliday Inn" é memorável, e teria funcionado muito bem neste filme.
Beijos!

M. disse...

Ah Rubi, esse entra para a minha listinha. Nunca o vi. Tudo nele parece lindo e mágico!

Bruna Worspite disse...

Natal retrô!
Um charme sem igual!
Adorei


Bjs
http://bruhworspite.blogspot.com/

Paula disse...

Muito bacana, de acordo com os dados, foi um verdadeiro sucesso

Jefferson Clayton Vendrame disse...

Rubi, Você acredita que vi esse filme a alguns anos atraz em video e na época não gostei, pois na verdade eu ainda não sabia avaliar e valorizar um verdadeiro bom filme, hoje sou louco pra ver de novo e não encontro para comprar em lugar algum. É muito triste que alguns filmes tão importantes como esse, não seja mais vezes relançados em dvd no Brasil, mas fazer o que... resta aguardar para te-lo definitivamente em minha coleção.

Abração

Tsu disse...

Oi Rubi!
Opa eu caprichei no artigo da Branca de Neve/ Que bom *.* Tentei fazer o melhor que pude.
Sabe eu acho esse a melhor obra da Disney...pelo menos uma das 10 mais...só que ela fica no pódio por ter sido a primeira e quando assistimos vemos e sentimos que foi produzido e desenhado com imenso carinho. Walt Disney e sua equipe não estava visando lucros arrebatadores como acontece nos desenhos atuais..eles estavam é querendo dar um salto no cinema, mostrar o poder da animação.
Bom talveaz o Ritual te decepcione um pouco já que vc é bem acostumada com filmes mais "cabeça" então..logo logo (assim espero) vou fazer um post no lbog sobre um filme que fiquei praticamente encantada! Só preciso de tempo para assisti-lo...ai vc verá e me dirá o que acha!
Eu ADORO filmes bizarros! Onde tem o link desse filme da Alice para que eu possa ver? Um amigo já me indicou tempos atrás...
bjs

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

É um filme delicado e belo, um ícone natalino. E a voz de Crosby? Fantástico!

O Falcão Maltês

@qFernando disse...

Olá voltei pra blogosfera (pela oitava vez esse ano ahuahau)..
Então, o white christmas só conhecia a famosa música mesmo, que alias tem uma versão do Roupa Nova q me minha mãe faz questão de tocar todo natal, enfim, aprendi muito sobre o filme, alias cada vez q venho aki é um aprendizado... parabéns

Blog UaiMeu! disse...

Fiquei curioso pra saber como é o final desse filme kkk no texto fala que é surpreendente isso me deixou mto curioso.
abraço

Postar um comentário

Esse blog destina-se a trazer informações, curiosidades, músicas e muitas dicas. O universo de pesquisa é muito vasto e se você tiver interesse em algo ou alguém deste universo em especial, faça sua sugestão e na medida do possível tentarei apresentar um trabalho que lhe agrade.

 
↑Top