quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

A História do Oscar

No dia 11 de maio de 1927 foi fundada em Los Angeles-Califórnia a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (Academy Awards) por Louis B. Mayer, um dos fundadores da MGM. A Academia tinha como princípio avaliar o desempenho profissional e artístico da sétima arte, por isso, em 16 de maio de 1929 instituiu uma premiação máxima para cada item que compõe uma produção cinematográfica. A este foi dado o nome de "Oscar"; estatueta de estanho folheada a ouro, concebida pelo diretor de arte Cedric Gibbons e pelo escultor George Stanley.

Como dito, na data em questão, quando da primeira cerimônia de entrega dos prêmios, coube ao ator Douglas Fairbanks e ao diretor William C. DeMille a honra de conduzir a apresentação. A partir dessa data, o evento passou a ser realizado anualmente tornando-se o prêmio de maior importância na esfera cinematográfica. A criação do Oscar abriu caminho para que outras premiações de relevante expressão fossem criadas ao longo dos tempos, tais como Grammy, Emmy, Globo de Ouro, entre outros. A avaliação dos especialistas é realizada nas produções exibidas nos cinemas norte-americanos um ano antes da entrega da premiação; são analisados os trabalhos de diretores, produtores, atores, atrizes (principais e coadjuvantes), e todo o conjunto que compõe a obra: trilha sonora, figurino, direção de arte, fotografia, roteiro, entre outros. Normalmente, são selecionadas cinco finalistas para cada item, e posteriormente levados à análise e votação dos membros elegidos para tal.  

(Foto: Cedric Gibbons) A premiação era destinada somente à produções norte-americanas, porém ao longo dos anos, com seu reconhecimento internacional, a Academy Awards estendeu seu leque de premiações para atores coadjuvantes a partir de 1937 e para filmes estrangeiros à partir de 1948. Em 1929, como foi a primeira edição do Oscar, os críticos analisaram filmes exibidos há mais de um ano, portanto o vencedor foi Wings de 1927. Com relação ao prêmio de Melhor Diretor, excepcionalmente houve uma divisão entre Drama e Comédia, consequentemente, dois diretores foram premiados, respectivamente Frank Borzage (Seventh Heaven) e Lewis Milestone (Two Arabian Knights). Os prêmios de Melhor Ator e Atriz foram marcantes na primeira edição; Emil Jannings, um ator ator de origem suíça foi o grande vencedor e Janet Gaynor arrebatou três estatuetas em uma única edição por sua atuação nos filmes: Seventh Heaven, Street Angel, Sunrise: A Song of Two Humans. Em 1937 coube a Walter Brennan (Come and Get It) e Gale Sondergaard (Anthony Adverse) a primeira estatueta na Categoria de Melhor Ator/Atriz Coadjuvante.


Melhor Filme Estrangeiro e outras curiosidades.
Entre 1948 e 1956 a Academia premiou filmes de língua estrangeira com Prêmios Especiais, sem contudo, respeitar uma cronologia anual; somente à partir do ano seguinte foi instituído o Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro que passou a ser entregue religiosamente a cada ano. Na verdade, essa categoria foi criada como uma forma de dar um "prêmio moral" ao melhor filme produzido fora do universo norte-americano, pois muitos destes "filmes estrangeiros" poderiam competir de igual para igual com as grande produções norte-americanas.

(Foto: Vittorio de Sica, Roberto Rosselini e Federico Fellini) O primeiro filme a receber essa honra na fase inicial foi Sciuscià em 1948 do diretor Vittorio De Sica. À partir de 1957, a nova fase começou premiando o filme La Strada de Federico Fellini. Vale lembrar que dentre os 62 prêmios entregues coube à produções europeias a grande maioria dos vencedores (cerca de 51 filmes); os demais dividiram-se entre produções asiáticas, africanas e americanas (exceto dos EUA). Nessa categoria destaque para Federico Fellini como o maior vencedor com Vittorio de Sica ao seu lado somando-se os prêmios especiais recebidos na primeira fase.

Na última edição (2013), coube ao filme austríaco Amour do diretor Michael Haneke, o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. À título de curiosidade, em 1969 o filme soviético Voyna i Mir Bonha u Mup do diretor Sergei Bondarchuk foi o vencedor da categoria trazendo uma produção de sete horas de duração e paradoxalmente considerado o filme mais caros de todos os tempos. Alguns prêmios foram destituídos pela Academia: Melhor Diretor Assistente, Coreografia, Engenharia de Efeitos, Trilha Sonora: Comédia ou Musical, História Original, Trilha Sonora Adaptada, Curta-Metragem: Cor, Curta-Metragem em Live-Action: 1 e 2 Bobinas, Curta-Metragem: Inovação, Entretitulagem, Qualidade Artística de Produção, Oscar Juvenil e Oscar de Contribuição Especial. Dentre os prêmios honorários que são concedidos a personalidades que prestaram grandes favores ao cinema em si permanecem ativos até hoje: Oscar Honorário, Oscar Científico ou Técnico e os prêmios Memorial Irving G. Thalberg, Humanitário Jean Hersholt, Gordon E. Sawyer e Mario Colpaert.

Ao longo desses anos, a Academia tem feito vários vencedores entre diretores, atores e atrizes e dentre esses, alguns se destacaram com mais evidências arrebatando o prêmio em várias oportunidades. John Ford e Frank Capra (foto) respectivamente com quatro e três estatuetas são os atuais recordistas na Categoria de Melhor Diretor; na Categoria de Melhor Ator havia um empate técnico entre nove atores, com duas estatuetas cada: Gary Cooper, Fredric March, Spencer Tracy, Marlon Brando, Dustin Hoffman, Tom Hanks, Jack Nicholson, Daniel Day-Lewis e Sean Penn, ressaltando que Nicholson ainda conta com o Oscar de Ator Coadjuvante, porém na noite de 24/02/2013 o ator Daniel Day-Lewis assumiu a liderança por conquistar pela terceira vez a estatueta; na Categoria de Melhor Atriz, a grande vencedora com quatro estatuetas foi Katharine Hepburn, seguida por Meryl Streep com três. 

Na categoria mais concorrida, Melhor Filme, os grandes recordistas de premiação são: Ben-Hur, Titanic, The Lord of the Rings: The Return of the King, todos com onze estatuetas. Lembrando que os filmes que receberam maior número de indicações ao longo da história do Oscar foram: All About Eve e Titanic, com 14 indicações cada um. O cinema brasileiro também escreveu sua história dentro da história do Oscar, embora jamais tenha conquistado o prêmio, mesmo com a vitória de Orfeu Negro em 1959, pois devido ao fato do diretor ser de origem francesa, não lhe foi atribuído como produção nacional; concorreu com várias indicações ao longo dos anos.

O filme "Brazil" (1944 - Melhor Canção Original, Ary Barroso), Orfeu Negro (1959 - Melhor filme estrangeiro), O Pagador de Promessas (1962 - Melhor Filme Estrangeiro), O Beijo da Mulher-Aranha (1985 - Melhor filme, diretor, roteiro e ator, com a vitória do ator norte-americano William Hurt), O Quatrilho (1995 - Melhor Filme Estrangeiro), O Que É Isso, Companheiro? (1997 - Melhor Filme Estrangeiro), Central do Brasil (1998 - Melhor Filme Estrangeiro e Atriz, com Fernanda Montenegro), Uma História de Futebol (2001 - Melhor curta-metragem), Cidade de Deus (2003 - Melhor fotografia, direção, edição e roteiro adaptado), Gone Nutty (2004 - Melhor curta-metragem de animação), Lixo Extraordinário (2011 - Melhor documentário) e Rio (2012 - Canção original).

A edição de 2013 teve como vencedores nas respectivas categorias: Argo (Melhor Filme), Ang Lee (Melhor Diretor), Daniel Day-Lewis (Melhor Ator), Jennifer Lawrence (Melhor Atriz), Christoph Waltz e Anne Hathaway (Melhor Ator/Atriz Coadjuvante) e Amour (Melhor Filme Estrangeiro).

9 comentários:

renatocinema disse...

Gosto do Oscar. mas, é inegável que cometeu erros absurdos em sua história.

Porém, tem seu charme e sua carisma.

Iza disse...

Gostei muito de saber sobre a história do Oscar. Domingo fiquei até as 2h da manhã assistindo tudo hehehe. Sou fã de cinema. Ai fico meio de cara: como a Fernanda Montenegro não ganhou o prêmio? A Gwyneth Paltrow, ao meu ver, não é uma boa atriz, acho ela meio sem graça, sabe? Mas fazer o que né?
Enfim, amei o post.
Beijos <3

disse...

Excelente post com todas as informações e curiosidades sobre o Oscar. Por mais que falem que a premiação está cada vez mais previsível, assistí-la é a oportunidade de ver a história do cinema sendo feita em frente aos nossos olhos, o que aconteceu domingo.
Beijos!

Ruby disse...

Rubi, parabéns pelo post muito bem detalhado sobre essa festa que prende milhares de pessoas todos os anos no mundo inteiro. Eu sempre vejo as premiações esperando aparecer cenas das premiações do passado, bem longe.

Fernando disse...

Olá
Legal resgatar a história do Oscar, principalmente no período em que ele é realizado. E como ficou grande este evento. São milhões de pessoas ao redor do mundo que especar com expectativa e param para assistir. Para vc ver que mesmo com as críticas que são feitas a ele, o quanto ainda é importante o Oscar.
gde abrsss
Fernando
http://fernu5083.blogspot.com.br/

Aline Diedrich disse...

Gostei de saber mais sobre o grande prêmio do cinema! Ainda espero que o cinema brasileiro conquiste um Oscar e tenha um destaque maior...

Flá Romano disse...

Super legal o post...
E cheio de conteúdo... Adorei tudo...
Bjos
http://morenanude.blogspot.com.br/

Tsu disse...

Oi Rubi, tudo bom?
Menina, adorei essa resumida que vc deu sobre a história do Oscar! Muito legal!
Ah vc sumiu..senti falta de seus comments rs. Mas e ai? Já ajeitou tudo pós mudança? O que está achando do novo lar? Espero que até o dia que ler esse comment já tenha recebido o Bloco de Notas.
ashash vc disse que não falaria sobre os cosplays mas acabou falando hohoh. Mas tá tudo certo!
Esse lance dos irmãos alemões me lembraram aqueles irmãos americanos que rivalizam com Dummont á respeito da criação do avião. Mas acho que o merecedor disso seria DaVinci. Os primeiros esboços são dele se não me engano. Não, perai..tem desenhos asteca que mostram humanos atravessando o céu a bordo de coisas muito estranhas...seriam ovnis? =p
Ultimamente eu sou do tipo de onde eu encostar eu durmo ou fico sonolenta..tá tenso a coisa. Mas a cama é tão gostosa quando precisamos levantar para trabalhar...
bjs

Jefferson C. Vendrame disse...

Incrível esse post Rubi, Super bem elaborado e bem ilustrado, as informações também, como sempre, precisas e curiosas! Parabéns pelo ótimo texto! Grande abraço!

Postar um comentário

Esse blog destina-se a trazer informações, curiosidades, músicas e muitas dicas. O universo de pesquisa é muito vasto e se você tiver interesse em algo ou alguém deste universo em especial, faça sua sugestão e na medida do possível tentarei apresentar um trabalho que lhe agrade.

 
↑Top